A Polícia Rodoviária Federal abordou um táxi, no posto de fiscalização, na madrugada desta sexta-feira (16), que transportava um foragido da Justiça. O táxi seguia sentido a Porto  Velho e levava Francisco de Souza Parititim.

O passageiro Francisco apresentou uma identidade com outro nome e sua foto, dizendo ser Ronaldo Oliveira Veloso. Na pesquisa nominal  a PRF logo descobriu a farsa e identificou o verdadeiro nome de Francisco, que na verdade é Jorge. Também constatou que havia um mandado de prisão contra ele e mais: que o foragido era um membro da facção PCC. Os policiais deduziram que ele teria envolvimento com outros dois homens  presos com armas na noite de ontem, em Vilhena e em Ji-Paraná, e que também seriam do PCC.

Ainda não há comentários, seja o primeiro.