O estudo inédito sobre doenças reumáticas entre comunidades indígenas, desenvolvido pelo médico reumatologista de Rondônia, Liszt Jonney, de Ji-Paraná, voltou a ser destaque no meio acadêmico nacional. O fato se deu porque o especialista abordou o tema no 36º Congresso Brasileiro de Reumatologia – SBR2019, que ocorreu no início deste mês de setembro, em Fortaleza (CE), no Centro de Convenções do Ceará

O tema “Epidemiologia das Doenças Reumáticas no Brasil – População Urbana e Indígena”, apresentado na sala Israel Bonomo, no dia 7 de setembro, despertou a atenção dos médicos presentes ao evento porque não existe nenhum estudo sobre a prevalência das doenças reumáticas entre a população de índios no País. “O fato de ser uma pesquisa de campo e com indivíduos indígenas gerou um grande apelo na comunidade científica, em evento especial que celebrou os 70 anos da Associação Brasileira de Reumatologia”, explicou o dr. Liszt.

Durante sua fala o dr. Liszt enfatizou as dificuldades encontradas na organização de expedições científicas, especialmente em Rondônia, e que o projeto projeto COPCORD – Community Oriented Program for Control of Rheumatic Diseases, inaugurou novos horizontes na pesquisa acadêmica no estado. “Ainda estamos na segunda etapa do projeto, de análise da coleta de dados e nos próximos três meses teremos apurado e tabulado todos os resultados”, frisou o médico, diante de uma plateia repleta e atenta de outros profissionais reumatologistas.

As conclusões deste levantamento pioneiro estão sendo muito aguardadas porque trará informações valiosíssimas no direcionamento para a identificação e tratamento dos diferentes tipos de doenças reumáticas em grupos específicos. Entre os índios, os dados preliminares já revelaram um dado preocupante: a prevalência de deste problema de saúde verificada nessas etnias está o triplo da média internacional, que é de 3%.

O 36º Congresso Brasileiro de Reumatologia – SBR2019 aconteceu de 4 a 7 de setembro, no Centro de Convenções do Ceará, em Fortaleza (CE), reunindo cerca de dois médicos do Brasil e do exterior. Durante os dias de intensas atividades foram tratados dos temas mais importantes da especialidade, bem como dos avanços médicos já conquistados. O evento também marcou a comemoração dos 70 anos de existência da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR).


Veja matéria da Rede TV sobre a pesquisa pioneira no Brasil e conduzida em Rondônia pelo dr. Liszt Jooney:



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.