A partir de agora, os medicamentos de alto custo de uso contínuo dos pacientes inscritos no Sistema Único de Saúde (SUS) em Porto Velho serão entregues pelos Correios na residência do doente, graças ao contrato assinado entre a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e a empresa de Correios e Telégrafos. A parceria faz parte do programa “Remédio aqui em Casa”, lançado nesta segunda-feira (23), pelo governador Confúcio Moura, em solenidade no Palácio Rio Madeira. 

O contrato firmado com os Correios envolve, além da entrega, a garantia de que os medicamentos serão armazenados, transportados e entregues conforme protocolos clínicos que tratam destes serviços. O programa, segundo o governador Confúcio Moura, humaniza o atendimento aos pacientes. 

O programa vai facilitar a vida, por exemplo, de Humbelina da Penha, moradora do Cohab, que gasta regularmente mais de quatro horas entre o transporte e as filas para retirar medicação para hepatite B para a aposentada Maria de Souza Luz, sua amiga. Essa peregrinação acabou. 

Essa desburocratização é tudo o que Maria de Souza Luz precisa. Ela foi a primeira a receber o kit de medicamentos das mãos de carteiros, ainda no Palácio Rio Madeira, e comemorou o benefício. A amiga Humbelina também gostou das novidades.

Experiência — A parceria com os Correios é uma experiência que começa na capital. “Os resultados vão indicar se a entrega pode ser feita da mesma forma no interior”, disse Confúcio Moura.


O processo pode ser aperfeiçoado com a ajuda dos prefeitos. O governador sugere que eles se encarreguem de facilitar a entrega dos medicamentos para hipertensão, diabetes e reumatismo, que são mais baratos. Segundo Confúcio, atendendo estes doentes, as prefeituras estarão contribuindo para reduzir mais gastos com o agravamento das doenças.

O governador elogiou a equipe da Secretaria de Estado da Saúde. “São todos bem preparados e prontos para superar desafios”, afirmou emendando com um questionamento: “vocês lembram como recebemos a saúde no início do governo, não é?”

A resposta é uma avaliação dos avanços conquistados nesta área e que incluem o melhorias no Hospital João Paulo II. “O espaço é pequeno, as instalações dos banheiros são antigas, mas ali os profissionais produzem resultados de alto nível”, afirmou.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here