O Ministério da Educação divulgou hoje uma lista com as piores faculdades do país com base na avaliação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Rondônia aparece com quatro faculdades no ranking entre as piores do Brasil.  Todas são privadas, a saber: Faculdade de Machadinho do Oeste, de Machadinho do Oeste (Avaliação: 1,3954); Faculdade da Amazônia, de Vilhena (Avaliação: 1,4320; Faculdades Integradas de Ariquemes, de Ariquemes (Avaliação: 1,6698) e Faculdade de Ciências Administrativas e Tecnologia, de Porto Velho (Avaliação: 1,8507).

De 2.109 instituições de ensino superior avaliadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), do Ministério da Educação (MEC), 313 tiveram avaliação insatisfatória, medida por meio do IGC (Índice Geral de Cursos).

O IGC é o indicador oficial de qualidade do ensino superior no Brasil, é calculado todos os anos e é de responsabilidade do MEC. A mais recente avaliação, do ciclo de 2015, cujos resultados eram aguardados no fim de 2016 foi divulgada na semana passada no site do INEP.

O índice vai de 1 a 5 e as notas na faixa 1 e 2 indicam mau desempenho passível de punição. Uma delas, por exemplo, pode ser até proibição de novos vestibulares até que medidas para a melhora de desempenho sejam postas em prática.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here