No encontro com os prefeitos em Brasília, o governador Marcos Rocha (PSL) anunciou a normatização de decretos do Executivo e o envio de um pacote de projetos de Leis à Assembleia Legislativa de Rondônia combatendo o crime e a corrupção. A ação fez parte da cerimônia organizada pelo Governo Federal para os 100 dias da atual gestão do presidente Jair Bolsonaro.

Marcos Rocha iniciou o discurso explicando a situação atual do Estado, garantindo que a situação orçamentária não está fácil, mas que está tomando medidas amargas para segurar as finanças públicas. Aconselhou os prefeitos a não fazer novas contratações ou conceder reajustes salariais sob pena de quebrar a máquina, pois poderá faltar recursos para investimentos em outras áreas. “No Estado, eu dei um freio, segurei”, disse ele.

Rocha revelou também que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, virá em a Porto Velho no próximo dia 16 para fazer palestras sobre o combate a corrupção.

Falando sobre a unidade entre os poderes para garantir ações para os municípios, Rocha respondeu a questionamentos sobre a recuperação das estradas e a regularização fundiária. Ele informou que o DER está fazendo serviços emergenciais em Ji-Paraná, onde foi cobrada a presença do órgão pelo deputado estadual Laerte Gomes, na rodovia que liga a cidade ao aeroporto José Coleto.

Ainda segundo o governador neste mês de maio tem início em Buritis  um grande plano de recuperação de toda malha viária do Estado. Na 8ª Rondônia Rural Show, marcada para o final de maio, o governador disse que entregará mil títulos definitivos aos pequenos produtores, dando largada ao programa de regularização de seu Governo.


Sobre o transporte escolar, Rocha falou aos prefeitos que não dá para trabalhar a parceria neste ano, mas já está fazendo planejamento para atender os municípios no próximo ano. “Faço o compromisso de apoiar os municípios, mas após o Governo recuperar as rodovias estaduais, cujo plano de recuperação começa no mês de maio”, finalizou.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.