Atualmente, 4.343 estudantes estão inseridos no programa de fomento às Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral Novo Tempo, em 18 escolas distribuídas em 12 municípios, que são: Porto Velho, Guajará-Mirim, Jaru, Ariquemes, Buritis, Cacoal, Ji-Paraná, Espigão d’Oeste, Pimenta Bueno, Alta Floresta do Oeste, Rolim de Moura e Vilhena.

O Estado conta também atualmente com outras nove delas do Ensino Fundamental, pertencente ao Projeto Guaporé, onde estão mais 2.252 alunos.

De acordo com a Seduc, as escolas que fazem parte do Programa Escola do Novo Tempo têm o papel de preparar o aluno com ações inovadoras, buscando o seu desenvolvimento socioemocional, a fim de torná-lo capaz de agir e tomar decisões desempenhando o papel de um jovem protagonista em ações voltadas para o seu projeto de vida. Essa medida foi implantada na lei de criação, nº 940/2017.

O Programa Escola do Novo Tempo tem como eixo principal o “Projeto de Vida” em sua matriz curricular e possui 21 componentes (disciplinas), articulando-se em ações para empoderar o estudante. Metodologia de ensino adotada em Rondônia que tem sido referência para outros estados e apresenta excelentes resultados desde a sua implantação ocorrida em 2017.

Em 2019, o programa foi destaque por apresentar o melhor resultado em notas e taxas de aprovação no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), na região Norte, onde nove das dezoito escolas estaduais de Ensino Médio em tempo integral do Governo de Rondônia ficaram posicionadas no ranking entre as dez melhores do Estado. 


JÁ O PROJETO GUAPORÉ, criado pela Lei n° 4.202, de 12 de dezembro de 2017, implementa a Educação Integral em nove escolas da rede pública de ensino estadual, do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, com a ampliação da jornada escolar diária e criação de espaços de aprendizagem, incluindo as perspectivas da cidadania, da diversidade e de respeito aos direitos humanos.

Segundo informações da Seduc, atualmente, o projeto atende aproximadamente 2.252 estudantes dos municípios de Porto Velho, Cacoal, Jaru, Pimenta Bueno, Rolim de Moura e Vilhena. Além das disciplinas comuns da Base Nacional de Educação, o Projeto Guaporé possui sete eixos temáticos que visam a permanência dos estudantes na escola e melhoria da aprendizagem relacionada à leitura, escrita, cálculo, cidadania, saúde e educação ambiental.

A ampliação da jornada escolar nessas escolas, segundo os gestores, tem resultado em estudantes mais responsáveis e autônomos, que substituem o tempo ocioso por atividades enriquecedoras, afastando-os, assim, do risco social.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here