Mãe de menino afogado também é encontrada morta em Castanheiras

0
129

O corpo de Raiza Lima foi encontrado pelo Corpo de Bombeiros já sem vida e boiando no Rio Machado na manhã desta segunda-feira (18) em Castanheiras, na mesma região onde Natân, onde seu filho Natân, de apenas cinco anos, também foi morto, depois de ser estrangulado e jogado na água. 

O PADRASTO DA CRIANÇA, QUE ESTÁ FORAGIDO, É O PRINCIPAL SUSPEITO

Conforme o diretor do Departamento de Polícia do Interior, Arismar Araújo, as causas da morte da mulher ainda não foi esclarecidas. O corpo de Raiza será encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para que sejam feitos os exames que determinarão os motivos oficiais da morte. 

“Foi o Corpo de Bombeiros que localizou a mulher. Eles estavam em busca desde quando saiu o laudo da causa da morte do menino. Como foi constatado o crime e a mãe não aparecia e eles tinham saído juntos, era de se imaginar que ela também estava morta, infelizmente”, explica Arismar.

O padrasto da criança, Oclésio da Cruz Almeida. de 40 anos, o principal suspeito, ainda não foi localizado, porém, policiais das cidades de Rolim de Moura, Presidente Médici, Cacoal e Ji-Paraná continuam as buscas divididos em seis equipes. Um carro com as mesmas características do veículo que o suspeito estava foi visto abandonado na região. “Há uma equipe no local verificando se é o mesmo carro que ele estava”, disse o diretor.

Quem tiver informações sobre o suspeito do crime pode ligar no 190 da Polícia Militar ou 197 da Polícia Civil.




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here