Macaco é encontrado morto com febre AMARELA em JPr; medidas de proteção já acontecem

0
116

A Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ) recebeu a confirmação de um macaco diagnostico com febre amarela no último dia 22.  Ele, que foi encontrado na área rural de Ji-Paraná, estava caído com sinais de morte agonizante e foi imediatamente recolhido pelas autoridades sanitárias.

Depois foi realizada uma necrópsia no animal e suas vísceras enviadas ao laboratório de referencia (Lacen) onde foi confirmado reagente (positivo) para febre amarela. As autoridades anteciparam que este fato não coloca a cidade em estado de alerta, mas os trabalhos preventivos serão intensificados na área onde o macaco foi encontrado.

A equipe da Unidade de Vigilância de Zoonoses, em parceria com a equipe de Imunização e Equipe Saúde da Família, estará realizando no local onde foi encontrado macaco doente ações educativas e vacinação casa a casa.

É importante orientar a qualquer pessoa que encontrar um macaco caído em sua propriedade, que é necessário acionar a Unidade de Vigilância Zoonose pelo telefone 3423-6496.

OS MACACOS QUANDO quando contraem o vírus, transmitido em ambientes silvestres por mosquitos do gênero Hemagogo, servem de alerta para o surgimento da doença no local.  Assim, acabam contribuindo para que as autoridades sanitárias tomem logo medidas para proteger moradores ou pessoas de passagem na região.


As principais medidas de prevenção contra a Febre Amarela incluem a vacinação e o controle da proliferação dos mosquitos vetores. Há o receio de que os macacos possam transmitir diretamente a doença aos humanos, mas esse receio é infundado. Isso não ocorre. “Em vez de agredidos ou mortos, os macacos devem ser protegidos para que cumpram a sua função de sentinela, de alertar para possíveis ocorrências de surtos da febre amarela”, declarou um fiscal da UVZ.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here