Frigorífico JBS de São Miguel do Guaporé segue interditado

0
30

O frigorífico JBS de São Miguel do Guaporé (RO) continua interditado pela Justiça por causa de contaminação em massa de Covid-19 entre os trabalhadores. Segundo o Ministério Público de Rondônia (MP-RO) e Ministério Público do Trabalho (MPT), ao menos 30 funcionários da unidade foram infectados pelo coronavírus no início desta semana, apesar da empresa declarar que seguiu os protocolos de segurança.

A Promotoria de Justiça de São Miguel do Guaporé e a Procuradoria do Trabalho no Município de Ji-Paraná (RO) entraram na terça-feira (26) com uma ação civil para pedir, de forma urgente, a suspensão das atividades frigoríficas. Nesta quarta-feira (27), a Justiça do Trabalho determinou a suspensão imediata das atividades.

A realidade que envolve a questão

  • O frigorífico tem cerca de mil trabalhadores
  • Mais de 25 funcionários foram diagnosticados com Covid-19 apenas na segunda-feira (25);
  • Outros 40 funcionários estão com sintomas do coronavírus;
  • Um funcionário da unidade JBS morreu com Covid;
  • Os trabalhadores culpam a falta de EPI e aglomeração no frigorífico;

O Ministério Público também denunciou que a JBS não ofertou aos seus funcionários qualquer teste para detecção de Covid-19, e também não encaminhou os trabalhadores para a coleta dos exames, “mesmo nos casos em que eram evidentes os sintomas característicos do novo coronavírus”.

Na segunda-feira (25), áudios de funcionários falando sobre a contaminação viralizaram nas redes sociais. Na ocasião, a assessoria da JBS informou ao G1, por telefone, que a gravação teria sido feita há dois meses e a unidade não tinha casos confirmados.


Denúncias de funcionários às autoridades informavam que a empresa não estaria adotando as medidas necessárias para evitar aglomerações dos seus funcionários ou afastamento de trabalhadores com suspeita da doença.

“A JBS não foi notificada sobre o assunto e reitera que tem como objetivo prioritário a saúde de seus colaboradores. A companhia ressalta que desde o início dessa pandemia tem adotado um rígido protocolo de prevenção contra a Covid-19 em suas unidades conforme as orientações dos órgãos de saúde e do Hospital Albert Einstein, além de especialistas médicos contratados pela Companhia para apoiar na implantação rigorosa de medidas para a proteção de seus colaboradores”, disse em nota.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here