Aos 17 anos a judoca Cacoalense Amanda Arraes representou a Nunes Associação Esportiva de Cacoal – NAEC, no maior evento de judô brasileiro de Clubes em Belo Horizonte – MG. No mês de agosto Amanda já tinha conquistado a medalha de bronze no mundial sub 18. Com muitos treinamentos e focada ela foi para o Troféu Brasil, mesmo sabendo que seria uma competição de altíssimo nível.

Após percorrer 44h de ônibus de Cacoal ao estado de Minas Gerais e sem seu técnico, não sentiu se intimidada durante os combates. Sua primeira luta foi com a representante do São Caetano (SP). Amanda Santos saiu na frente aplicando um Wazari. No fim do combate, porém, conseguiu um ipon passando para as quartas de finais.

Na segunda luta com a judoca do Clube Instituto Reação do RJ Julia Silva, o combate também foi  difícil, mas venceu por wazari. Já a semifinal também foi com a judoca carioca do União Judô Clube. 

E a grande final com a judoca da Casa Thays Coutinho foi eletrizante. Ela já havia vencido Amanda no Campeonato Brasileiro sub 21 em salvador, em maio. Amanda, no entanto, não se intimidou e aos 2min05seg fez-se um grande silêncio. Thays foi projetada pela Amanda por uma das técnicas mais bonitas do judô, o Sode Tsurikomigoshi, levando Amanda ao delírio e dando a ela a medalha de ouro.

 




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here