Jornalista Alessandro Lubiana lança livro sobre internet na Amazônia

0
13

O jornalista e doutorando em Educação pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali), Alessandro Lubiana, lançou o livro “A Internet como ferramenta de desenvolvimento na Amazônia” pela Editora Appris. A obra serve de reflexão sobre o impacto que a Internet causou no desenvolvimento social e econômico da comunidade ribeirinha do distrito porto-velhense de Calama, em plena Floresta Amazônica.

O livro já está disponível para aquisição. Para adquirir, basta acessar o site da editora ou ligar no número: 69 8455-3273.

O trabalho é fruto de pesquisa de conclusão do doutorado do jornalista. Foram dois anos acompanhando os moradores da comunidade, localizada a 205 Km da cidade de Porto Velho, onde só se chega de helicóptero ou de barco, ou melhor, de voadeira -meio de transporte fluvial mais comum na região.

São 111 páginas com conteúdo bem embasado, com destaque para o prefácio da professora da Universidade de Taubaté (Unitau), Mônica Franchi Carniello.

Lubiana explica que a Internet chegou ao distrito em 2015 de forma muito precária, só vindo a melhorar um pouco entre 2018 e 2019 após investimentos promovidos por pequenos empresários da comunidade, mesmo assim ainda não atende às necessidades da maioria da população. “Essa ferramenta é essencial também para impulsionar os negócios, ajudar a desenvolver a produção rural e incrementar a educação de crianças, jovens e adultos”, pontua.


Transformações

Mas, segundo Lubiana, é inegável que a tecnologia, apesar de ainda ser ineficiente, trouxe importantes transformações econômicas, sociais e culturais ao lugarejo, resultando em uma melhor qualidade de vida.

“Isso por que, com a Internet, o acesso à informação foi democratizado:o conhecimento sobre novas técnicas para melhorar a produção se tornou mais fácil, assim como às linhas de crédito bancárias. Professores e alunos também puderam fomentar o ensino-aprendizagem”, afirma o doutorando, acrescentando que tudo isso provocou, e ainda provoca, grande impacto no comércio local, na vida social e cultural dos moradores.

Atravessadores

Outro ponto positivo da introdução da Internet em Calama, de acordo com o pesquisador, é que agora os produtores rurais praticamente aboliram a figura do atravessador – eles mesmos verificam preços e negociam diretamente suas mercadorias com os compradores dos distritos e municípios e circunvizinhos.

“Mas vale salientar que a revolução tecnológica ocorrida na vida dos moradores do vilarejo vai muito além do que está resumido nesta matéria, por isso vale a pena ler o livro”, enfatiza.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here