Ji-Paraná implanta sistema de gestão para o Transporte Escolar

0
25

A Prefeitura Municipal de Ji-Paraná está implantando, junto a Secretaria Municipal de Educação (Semed), um sistema de tecnologia para uma gestão mais eficiente, garantindo maior fiscalização, transparência, e principalmente, redução de custos para o transporte escolar.

No último mês, o prefeito de Ji-Paraná, Marcito Pinto, aderiu junto à Fundação Christiano Otonni a utilização do Sistema Transcolar Rural, que é desenvolvido pela Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG.

Agora os servidores da Secretaria de Educação estão passando por uma capacitação para se aperfeiçoarem na utilização da nova ferramenta de trabalho.

O curso, contou com a participação de 63 pessoas, entre técnicos, diretores das escolas municipais, técnicos da Coordenadoria Regional de Educação (CRE) do governo do Estado e, foi ministrado pelo Professor Marcelo Porto, Chefe do Departamento de Transporte e Geotécnica da UFMG.

O novo sistema implantado pela prefeitura utiliza tecnologia de ponta, como o georreferenciamento, para gestão e fiscalização do transporte escolar e já é utilizado nos estados do Espírito Santo, Pará, e em diversos municípios do próprio estado de Minas Gerais.


O Transcolar Rural é um sistema permanente de planejamento e controle do transporte escolar rural. Ele fornece diversas variáveis de ambientes e composição de rotas, dando opções de trajetos, oportunizando ao gestor optar pelo que garante o menor custo, melhor conforto e qualidade do transporte.

De acordo com o superintende Geral de Apoio Técnico da Secretaria Municipal de Educação, Marcos Gross, o sistema se mostrou uma excelente ferramenta para a gestão do transporte escolar em Ji-Paraná, uma vez que gera um conjunto de rotas e seus respectivos custos quase que automaticamente, bastando a alimentação de informações no sistema, o que deve resultar em uma economia de custos para o Município.

Com o novo sistema de georreferenciamento, ainda segundo o superintendente, vai ser possível refazer novos estudos e uma recomposição do transporte escolar no Município, sendo um processo que deverá dinamizar e otimizar o transporte escolar, com melhor fiscalização e maior transparência na execução do contrato do transporte escolar, que hoje envolve também o Governo do Estado.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.