Ji-Paraná FC já está de novo técnico

ELE É O MARIALVO, EX-JOGADOR QUE FOI CAMPEÃO PELO CLUBE EM 1998 E 2001

0
104
MARIALVO E A MISSÃO DE TIRAR O TIME DA VICE-LANTERNA (Foto: Pâmela Fernandes)

Depois de três jogos e apenas um ponto na tabela, o Ji-Paraná passou por mudanças. O técnico Pery Santana foi demitido, outros seis jogadores também perderam a vaga no time e o goleiro Clébio, titular do clube, foi afastado para aperfeiçoamento técnico. Agora, quem assume o comando da equipe é Raimundo Mota Pereira, o Marialvo. A expectativa da direção é reformular o time enquanto há tempo e fazê-lo chegar ao sonhado 10º título rondoniense.

Marialvo foi campeão estadual pelo clube em 1998 e 2001 jogando na posição de volante. Atualmente ocupava a função de auxiliar técnico do técnido demitido, . De acordo com o diretor de futebol, Tiago Nascimento, as mudanças são necessárias nessa fase do campeonato para dar novo ritmo ao time e salvá-lo de uma história decepcionante neste estadual.

“Pery teve uma índole irretocável, mas futebol é resultado e ele não veio. Então, achamos por bem ter esta mudança logo no inicio do campeonato. Nós temos total confiança no trabalho do Marialvo e por isso ele se torna o técnico do Ji-Paraná neste momento”, afirmou o diretor. 

Marialvo avalia que o clube não precisa de grandes mudanças para começar a dar certo. Segundo ele foram pequenos erros que levaram o time a ficar como o vice-lanterna. “Nessa nova função de treinador, as pessoas podem esperar o que esperavam quando eu era jogador de futebol. Eu sempre fui um jogador aguerrido e assim será como treinador. O time estava bem. Algumas falhas aconteceram e terão que ser corrigidas, mas, para mim, de maneira geral, ele está no caminho certo”, declarou.
Sobre a dispensa dos jogadores Jurandir, Zema, Gabriel, Otávio Augusto, Luiz Otávio e Adriano, o diretor Henrique explica que o projeto inicial do Ji-Paraná era trazer atletas para fazerem testes no clube, assim, os que não se desenvolveram bem, estão voltando para casa. Já sobre o goleiro Clébio, é uma situação de aprimoramento.

“Os jogadores que estão voltando para casa são os que a gente trouxe para testá-los, e quem sabe descobrir algum talento. Mas, não deu certo. O Clébio continua com a gente. Ele é um bom goleiro, teve um dia ruim no último jogo e está afastado para aprimoramento técnico e físico”, concluiu.




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here