O Hospital Municipal Claudionor Couto Roriz, em Ji-Paraná apresentou irregularidades após vistoria feita pela Justiça do Trabalho, na manhã desta última sexta-feira (24). Entre os problemas encontrados pelo juiz titular da Vara do Trabalho, Carlos Antônio Chagas Júnior, estão os fios de eletricidade expostos, além de ar condicionados e aparelhos sem manutenção.

A inspeção aconteceu após denúncia emitida pelo Ministério Público de Rondônia (MP-RO). Em quatro horas, Chagas visitou todos os setores do hospital, acompanhado pelo secretário de Saúde, Renato Fuverki, e pelo diretor da unidade, Rafael Papa.

Durante a inspeção foram flagrados fios de eletricidade desencapados expostos que colocam em risco a situação de pacientes e funcionários, aparelhos de ar condicionados sem manutenção, além da falta de materiais para higiene nos banheiros.

Após a análise, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) estipulou um prazo de 30 dias para a correção das questões apontadas. Além disso, determinou que a direção da unidade de saúde regularize o plano de proteção radiológica em até 15 dias.

Consultado, o procurador-geral de Ji-Paraná, Silas Queiroz, informou que juntou em processo todos os estudos técnicos referentes ao centro de radiologia do hospital municipal, onde ilustra as irregularidades. Mas garante que nada vai impactar a cidade. “São questões pontuais que serão corrigidas. Provavelmente não trará penalidades ao município”, destacou Silas Queiroz.




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here