O plano de desenvolvimento industrial do estado, lançado nesta quarta-feira (21), em Porto Velho, pela Federação das Indústrias de Rondônia (Fiero), é, segundo o governador Confúcio Moura, um instrumento que servirá de pesquisa para produção de riquezas a longo prazo. Ele também defendeu a industrialização dos produtos regionais.

“Estado produz muita matéria prima, mas precisa avançar na industrialização e captação de novos mercados. Não tem mais cabimento vender apenas matéria bruta”, afirmou o governador diante de uma plateia formada por lideranças empresariais, na sede da Fiero.

Concebido pela própria Fiero, em parceria com o governo do estado, o plano está centrado em eixos integrados que enfocam temas como logística, energia, educação e segurança hídrica. É a ferramenta oferecida pela federação para servir como base de planejamento e fortalecimento da competitividade.

Confúcio destacou que o estado tem cerca de 800 agroindústiras, sendo que muitas estão se tornando indústrias e deixando a dependência dos subsídios oferecidos pelo estado. “Estão crescendo e oferecendo mais empregos”, afirmou.

OUTRA VIRTUDE DO PLANO, na avaliação do governador, é oferecer meios para que o governante fuja do que define como ‘armadilha do afogadilho’. “O administrador é atormentado pela obras de curto prazo e acabam se afastando do rumo certo da gestão”, esclareceu.


Para Marcelo Thomé, presidente da Fiero, o plano é um marco no desenvolvimento do estado, uma vez que oferece informação estruturada ao empresário. Ele destacou, entre outros temas, a educação, que propõe a preparação de pessoal para atender as demandas que surgirão como decorrência do plano.

A possibilidade da transformação do plano de desenvolvimento em lei foi levantada pelo vice-governador Daniel Pereira e confirmada, posteriormente, pelo deputado estadual Maurão de Carvalho, presidente da Assembleia Legislativa.

DANIEL PEREIRA disse que considera o documento um exemplo para outros segmentos produtivos e concordou que torna mais fácil a tarefa de quem governa pela quantidade de informações oferecidas.

O vice-governador adicionou ao discurso ações da área educacional promovida pelo governador Confúcio Moura, como o ensino médio com mediação tecnológica que vai formar 2 mil tecnólogos em cooperativismo. Ele também informou sobre o sucesso das missões realizadas no exterior para promover e atrair novos mercados consumidores dos produtos locais.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here