Índios da etnia Uru-Eu-Wau-Wau expulsaram cerca de 30 homens que invadiram uma área indígena em Campo Novo de Rondônia para extrair madeiras de forma ilegal e vender lotes de terras da reserva. Uma força tarefa composta por agentes da Polícia Federal (PF) e Fundação Nacional do Índio (Funai) se deslocou para o local do conflito e já está no local desde ontem, quinta-feira (16).

O objetivo da força-tarefa é evitar um confronto armado entre os índios e o grupo de madeireiros e agricultores. Em 2016, alguns índios da  mesma etnia fotografaram atividades de extração ilegal de madeiras e prenderam três invasores da reserva por mais de 12 horas.

ÍNDIOS JÁ DENUNCIAVAM RETIRADA DE MADEIRA EM RO (Foto: Rede Amazônica/ Reprodução)

A reserva Uru-Eu-Wau-Wau está localizada na região central do Estado e fica na rota do avanço das indústrias madeireiras e da pecuária. A preservação desta área é fundamental, tendo em vista que algumas das nascentes dos principais rios do estado estão na reserva ambiental e possui ao longo de sua área pelo menos 12 sub-bacias hidrográficas que nascem no local.

A reserva ambiental é uma imensidão verde com 18.670 km² e possui quase a mesma extensão do estado de Alagoas. De acordo com a Funai, a floresta é o habitat de quatro povos indígenas reconhecidos e ainda possui cerca de três grupos de índios isolados que também vivem na mesma área. Lideranças indígenas de Rondônia confeccionaram uma carta onde denunciam a invasão para ser entregue à Comissão de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU).

 




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here