A SEDE DA ULTRA CONTABILIDADE, NO PRIMEIRO DISTRITO DE JI-PARANÁ

Ultra Contabilidade, de Ji-Paraná, continua trazendo respostas para as maiores dúvidas envolvendo a Declaração de Imposto de Renda 2019. Vamos a elas.

O QUE SE DEVE FAZER SE A FONTE PAGADORA NÃO FORNECER COMPROVANTE DE RENDIMENTOS?

O contribuinte deve entrar em contato com a Receita Federal, em qualquer unidade da Secretaria da Receita. Se houver erros nas informações, outro comprovante deve ser solicitado ao empregador. Se nada disso der certo, o contribuinte deverá usar os holerites mensais, desde que possa comprovar as informações disponibilizadas.


COMO DECLARAR DEPENDENTES E CÔNJUGE DE UNIÃO ESTÁVEL?

O contribuinte pode declarar filhos ou enteados como dependentes com idade de até 21 anos, estendida para 24 para filhos que estiverem matriculados em escolas de ensino superior ou escola técnica. Já filhos com incapacidade física ou mental comprovada podem ser declarados dependentes em qualquer idade. É obrigatório inserir o CPF de todos os envolvidos.

Contribuintes com união estável maior de cinco anos, casais com filhos em comum ou casados oficialmente podem optar pela declaração conjunta. Os rendimentos dos cônjuges devem ser declarados em sua totalidade.

QUANDO DEVO RETIFICAR MINHA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA?

A Receita Federal faz cruzamento de dados entre as informações apresentadas pelo contribuinte e as fontes pagadoras. Por isso, qualquer erro ou omissão em sua declaração deve ser corrigido mediante retificação a ser feita após a entrega da declaração. Caso não esteja sob procedimento de ofício, o contribuinte pode emitir a declaração retificadora nos seguintes prazos:

  1. erros na declaração de rendimentos;
  2. erros na declaração de Bens e Direitos ou Dívidas e Ônus Reais.

Há prazo limite de cinco anos para emitir a declaração retificadora, incluindo quanto aos valores dos bens e direitos declarados.

POSSO ATUALIZAR O VALOR DO MEU IMÓVEL NO IMPOSTO DE RENDA?

Não, não pode. O contribuinte deve sempre informar o valor de compra, exceto para reformas e benfeitorias. Os gastos mencionados podem ser usados para pagar imposto menor sobre o ganho de capital na revenda.

ONDE ENCONTRAR OS DADOS DO MEU VEÍCULO PARA A DECLARAÇÃO DO IR?

Da mesma forma que precisa inserir os dados de bens móveis, também é necessário declarar a posse de veículos no nome do contribuinte. Alguns dados são obrigatórios, como o código do Renavam, presente no documento do veículo. Se o carro for financiado e ainda faltam prestações, é possível informar isso à Receita.

Inclua a soma das parcelas quitadas até 31/12/2018, indicando, no campo de descrição, que o veículo é financiado. Também pode importar o valor total do veículo na ficha de bens, esclarecendo a aquisição por financiamento, incluindo o valor na ficha de dívidas.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.