Os idosos e deficientes de baixa renda, que já recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), devem se inscrever no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) do governo federal até o dia 31 de dezembro. Quem não fizer a inscrição terá o benefício suspenso, informa o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

O BPC é um benefício, no valor de um salário mínimo, pago a idosos acima de 65 anos ou à pessoa com deficiência de qualquer idade com impedimentos de natureza física, mental, intelectual ou sensorial de longo prazo. Para ter direito, é necessário que a renda por pessoa do grupo familiar seja inferior à 25% do salário-mínimo vigente.

A Secretaria Municipal de Assistência Social de Ji-Paraná alerta que o mesmo deve ser feito por aqui. Os idosos e deficientes de baixa renda devem comparedcer à sede da secretaria, ao lado do Feirão do Produtor munidos dos seguintes documentos: extrato do benefício do INSS, RG, CPF, carteira profissional, certidão de nascimento ou casamento e comprovante de residência.

“Quem não fizer este recadastramento vai ter o benefício suspenso. Atendemos de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 13h30”, adverte uma funcionária da Semas.

Em 2016, o governo federal publicou um decreto determinando que idosos e deficientes inclusos no benefício deveriam fazer parte do CadÚnico para recebê-lo. Quem já fez o cadastro uma vez não precisa repetir o procedimento.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.