Idaron entra em GREVE e emissão de Guia de Trânsito Animal pode ser suspensa

0
37

Os servidores da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron) paralisaram os serviços em todo o estado para cobrar a correção da pontuação do funcionalismo em nível técnico e médio e a alteração de tabelas que comtemplam os servidores do nível superior. Uma reunião foi marcada na Assembleia Legislativa juntamente com o sindicato e a mesa de negociação do Governo.

De acordo com o presidente do sindicato dos servidores do Idaron (Sindsid), Rafael Evangelista, a categoria vem lutando desde 2012 para que essa correção acontecesse, mas até hoje nada foi feito pelo governo. “Nós tínhamos uma greve suspensa na Justiça, mas no último final de semana os servidores se reuniram e decidiram que vão enfrentar a Justiça e entrar em greve. O governo já perdeu o controle da situação e nós do sindicato não temos mais como voltar a atrás porque os servidores estão decididos já que até hoje as reivindicações não foram atendidas”, disse.

A greve suspende a emissão de Guia de Trânsito Animal (GTA), documento necessário para que bovinos sejam vendidos a frigoríficos para posterior abate. “Foi autorizado o abate após as 8h30min com um acordo com os donos de frigoríficos que eles encaminhassem ao governo o documento. Se não resolvermos hoje, amanhã agrava mais a situação porque os servidores vão apertar o passo para fechar definitivamente todas as atividades. Infelizmente tem gerado um transtorno muito grande em todo o cenário econômico do estado em questão social também porque os produtores têm deixado de serem atendidos”, afirmou o presidente. 

Ainda de acordo o presidente do sindicato, as atividades no órgão estão limitadas em 30% e os frigoríficos ainda funcionaram, mas amanhã pode ser que aconteça a paralização do abate em alguns frigoríficos. “Neste momento não estamos mais emitindo GTAs para abate. Alguns servidores ligados ao governo ainda estão fazendo a emissão, mas a maioria já suspendeu a emissão. Os servidores comissionados que são chefes das unidades entregaram os cargos em protesto ao descaso do governo em nos atender”, finalizou.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here