A MESA DE HONRA TENDO AO CENTRO O PRESIDENTE DA ALE E DEPUTADO ESTADUAL LAERTE GOMES

Nesta quinta-feira (30) a Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia (ALE) realizou uma sessão extraordinária para outorgar sua mais alta distinção: o Título de Cidadão Honorífico de Rondônia, concedido a personalidades que prestaram relevantes serviços ao estado e que, de forma cabal, contribuíram para o desenvolvimento social, humano e da dignidade do povo rondoniense.

Presidida pelo presidente e deputado Estadual Laerte Gomes, a sessão teve início a partir das 15 horas e, ao longo da solenidade, quatro personalidades beneméritas foram agraciadas e receberam o título de Cidadão Honorífico de Rondônia: os médicos Álvaro Luis Galvão Ignácio e Liszt Jonney Silva dos Santos, ambos de Ji-Paraná; o desembargador Gilberto Barbosa Batista dos Santos; e o advogado e político José de Abreu Bianco. O plenário achava-se tomado por familiares, autoridades e muitos convidados que vieram prestigiar este momento de grande importância na vida dos homenageados.

O PLENÁRIO DA ALE ESTAVA TOMADO POR PARENTES, AUTORIDADES E  CONVIDADOS

Antes da concessão dos títulos propriamente ditos, alguns discursos enalteceram o valor da comenda e o que ela representa para o estado de Rondônia. Fizeram uso da palavra o deputado estadual Laerte Gomes, o vice-governador do Estado de Rondônia José Jodan e o ex-governador Daniel Pereira, bem como todos os agraciados.


Os títulos aos dois médicos Álvaro Galvão e Liszt Jonney tiveram como proponente o presidente da ALE, o deputado estadual Laerte Gomes. As indicações precisaram tramitar por comissões de estudos, que a analisaram em profundidade, e precisaram ainda ser aprovadas em sessão plenária ordinária, o que ocorreu por unanimidade

VISÃO E EMPREENDEDORISMO — O dr. Álvaro Galvão destacou em seu discurso como se deparou, na posição de cirurgião, com as sérias e inesperadas lesões provocadas por acidentes de trabalho nas inóspitas e sempre perigosas atividades da extração madeireira.

“Nós vivíamos de 1997 a 2002 um período com cirurgias constantes e muitos traumas que apareciam pelo desmatamento intenso de uma economia pujante e em expansão. Muitos casos nos chegavam com capacidade de resolução ‘zero’. Começamos, então, a interpretar que, em vez de enfrentarmos os problemas aqui, deveríamos fazê-lo no interior do estado agindo na base das questões. Em Ji-Paraná comecei a atuar realizando as cirurgias que fazia aqui na capital, sem precisar transportar o paciente. Entre outros benefícios deste trabalho, conseguimos mudar a história da anestesia no estado e criamos mais bancos de sangue no interior”, contou aos presentes o dr. Galvão.

A extensa vivência numa carreira de 25 anos, além da visão que o levou a tornar-se um grande empresário, levaram o dr. Álvaro Galvão a ser agraciado com o Cidadão Honorífico de Rondônia. Ele recebeu a comenda das mãos do presidente da ALE, o deputado estadual Laerte Gomes, tendo ao seu lado a mãe e irmãos, que vieram do Rio Grande do Sul exclusivamente para esta solenidade.

SUBSÍDIOS A POLÍTICAS PÚBLICAS — Já o dr. Liszt, quando subiu à tribuna, enalteceu o acolhimento ao seu trabalho como médico e procurou explanar em poucas palavras a atuação científica que o levou a ser distinguido para a outorga do título de Cidadão Honorífico de Rondônia. Trata-se do Projeto COPCORD, de iniciativa do prof. dr. Sérgio Cândido Kowalski, que, desde 2017, vem mapeando a incidência de manifestações reumáticas de uma amostra da população das etnias Gavião e Amondawa, na região de Ji-Paraná.

“Depois de 24 meses de peregrinação por órgãos públicos federais, demos início aos trabalhos e pudemos sair a campo para coletar os dados do estudo”, proferiu o médico. “A partir desse estudo poderemos alterar e até modificar as políticas públicas de forma coerente, com dados científicos, que melhorem o tratamento das doenças reumáticas junto aos indígenas (…) Não há nenhum trabalho acadêmico similar no País e na América do Sul. (…) Faço questão de falar de Rondônia em todos os eventos onde estou expondo as nossas conclusões, aqui e no exterior”, reiterou o dr. Liszt.

A comenda ao dr. Liszt Jonney foi entregue pelo presidente da ALE, o deputado estadual Laerte Gomes, que fez questão de recebê-la ladeado por sua namorada, a farmacêutica Sandra Kely Nogueira. A equipe de trabalho do dr. Liszt Jonney também foi agraciada com um voto de louvor e esteve representada no ato por Cristiano Batista da Silva, assim como o prof. dr. Sérgio Cândido Kowalski, que se fez representar pelo advogado Antonio Coriolano Oliveira

CONHEÇA MAIS OS MÉDICOS HOMENAGEADOS

Álvaro Luis Galvão Ignácio

Nascido em Palmeiras das Missões, no Rio Grande do Sul, é filho de Raul José Ignácio e Crecência Galvão Ignácio. Formou-se médico pela Universidade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre (UFCMPA), no Rio Grande do Sul. Estabeleceu-se em Rondônia em janeiro de 1995, inicialmente em Porto Velho, onde foi médico cirurgião militar, com a patente de primeiro tenente. De 1997 a 1978 realizou sua residência médica em cirurgia vascular em São Paulo. Já em Rondônia foi aprovado em concurso para trabalhar no Hospital João Paulo II tendo sido o responsável pela primeira cirurgia endovascular aqui realizada. Percorrendo o interior, identificou a inexistência de médicos em sua especialidade e, em 2001, por conta desta conclusão, transferiu-se com família para Ji-Paraná, onde reside até hoje.

Uma vez na cidade atuou como médico de cirurgias de urgências no Hospital Municipal Claudionor Roriz. Desde 2004 é sócio-diretor da Center Clínica e do Day Hospital Center Clínica. Na Center Clínica o dr. Álvaro Galvão continua desenvolvendo suas atividades como médico cirurgião vascular. Ambos os empreendimentos detêm o Certificado Internacional de Qualidade ISO 9001.

 Dr. Liszt Jonney Silva dos Santos

Nascido em Natal (RN) a 29 de março de 1975, Liszt Jonney Silva dos Santos é filho de Luiz Junior dos Santos e de Creuza Silva dos Santos. Com seu outro irmão passou a infância entre as cidades de Recife e Imperatriz (MA). Aos 18 anos foi cursar medicina na Universidade Autônoma de Barcelona, na Espanha, graduando-se em 2002.  De volta ao Brasil foi para o Rio de Janeiro onde fez sua especialização em reumatologia na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Em 2008 foi designado pelo Exército Brasileiro para servir como tenente médico especialista em reumatologia, em Boa Vista (RR). Em 2011, após a sensação de haver cumprido seus deveres em Roraima, veio para Rondônia para atender uma aprovação no concurso de médico perito do INSS. Aqui deu início às atividades como médico reumatologista no estado. Em novembro de 2013 foi eleito o primeiro presidente da Sociedade de Reumatologia de Rondônia  (SRR), entidade da qual é atualmente seu vice-presidente.

Leia mais a respeito: http://www.al.ro.leg.br/institucional/noticias

Veja a seguir imagens do evento. Clique nas fotos para ampliá-las.

 

 



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.