O assunto pode parecer prematuro, em razão do longo período até as eleições municipais (prefeito e vereador) do próximo ano, mas não é, pois, a mobilização já é grande em Porto Velho, quando se relaciona a 2020. Outro problema é a possibilidade de prorrogação de mandatos dos atuais prefeitos e vices, além dos vereadores, que consta da PEC do deputado federal Rogério Peninha (MDB/SC), que já foi aprovada pela CCJ da Câmara Federal.

As perspectivas para as eleições do próximo ano na capital são enormes e crescentes. Já temos pelo menos dez nomes em condições de disputar a sucessão do prefeito Hildon Chaves, por enquanto no PSDB, mas com um pé no PR, e se preparando para a reeleição.

O jovem advogado e professor universitário Vinícius Miguel, que disputou o governo do Estado em 2018 e foi o mais bem votado em Porto Velho (69.820 votos), seu domicílio eleitoral deixou o Rede e assumiu a presidência do Cidadania no Estado é nome forte para a prefeitura da capital. O também jovem deputado federal Léo Moraes, presidente do Podemos no Estado foi derrotado por Hildon em 2016, mas também está entre os nomes de ponta para 2020.

O ex-governador Daniel Pereira, que assumiu o comando do Solidariedade no Estado visando as eleições do próximo ano. Daniel tem o comando do Sindsef, maior sindicato do Estado, presidente do Sebrae-RO, já foi deputado estadual pelo PT, vice-governador e governador pelo PSB. A mudança para o Solidariedade não ocorreu, apenas por ideologia, mas é ele já se preparando para o próximo ano.

Além de Hildon Chaves, que formata a reeleição vêm vários outros nomes que garantem que estarão na disputa da prefeitura da capital em 2020. O coronel Charlon, do PRTB diz que estará na disputa. Em 2018 foi candidato a governador e somou apenas 8.933.


O nome do Psol é do eterno candidato do partido, o empresário Pimenta de Rondônia. Nas eleições mais recentes, a de governador em 2018, Pimenta somou 12.996 votos, mas não desiste e já formata sua candidatura a prefeito de Porto Velho.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.