Grupo chinês arremata unidades da Ulbra da região norte e centro-oeste do país

0
346

O Centro Universitário Luterano de Manaus (Ceulm/Ulbra) divulgou nota oficial, nesta sexta-feira (16) para comunicar que as unidades de Manaus, de Rondônia, do Pará e da Região Centro Oeste do país foram vendidas em leilão por decisão da Justiça do Trabalho. As unidades foram arrematadas pelo grupo Glory Top, de Hong Kong, China, por R$ 600 milhões.

A decisão de levar a leilão as unidades das regiões Norte e Centro Oeste foi tomada pela Justiça do Trabalho da 4ª Região – 3ª Vara do Trabalho de Canoas, no Rio Grande do Sul. Além de Manaus, foram leiloadas as unidades de Ji-Paraná e Porto Velho (RO), Santarém (PA), Palmas (TO) e Itumbiara (GO).

A determinação do leilão ocorreu no último dia 7, nos autos do processo no qual foram reunidas todas as execuções movidas contra a instituição, cujo passivo trabalhista está estimado em R$ 300 milhões, somente no Rio Grande do Sul, de acordo com informações no site do TRT-4.

O juiz Luiz Fernando Bonn Henzel, que determinou a operação judicial, disse que a crise financeira da Associação Educacional Luterana do Brasil (Aelbra) teve início em 2008, agravando-se paulatinamente e culminando na atual insustentabilidade e descontinuidade de suas operações. Desde o ano de 2013 a entidade não conta com condições econômicas de arcar com a própria folha de pagamento dos empregados, o que vem sendo garantido através de valores arrecadados judicialmente pela 3ª Vara do Trabalho de Canoas.

“A partir de agora, haverá um período de transição mediada pela Justiça do Trabalho com a participação da Aelbra, Sindicato dos professores do ensino privado do Rio Grande do Sul e do grupo chinês Glory Top”, diz a nota da Ulbra Manaus.


Às 15h59 o Ceulji/Ulbra publicou em sua página na internet, discretamente, o comunicado da Aelbra tornando pública a concretização da venda da unidade para o grupo chinês Glory Top. O Centro Universitário de Manaus também expediu nota oficial a respeito. A seguir, as duas notas na íntegra:

 

 



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here