Governo lança programa que oferece almoço a R$ 2,00 em Porto Velho

0
16

A Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas) lançou nesta segunda-feira (10) o Programa Prato Fácil, que visa oferecer refeições em restaurantes ‘conveniados’ com preço acessível em Porto Velho. O valor por cada refeição será de R$ 2 (veja abaixo as empresas credenciadas no programa).

Segundo a Seas, o fornecimento de alimento será, inicialmente, feito por cinco restaurantes da capital. Todos eles devem fornecer comida em quantidade e qualidade, suficientemente e nutricionalmente de forma adequada.

Os cardápios desses restaurantes vencedores da licitação deverão incluir, obrigatoriamente, saladas cruas e cozidas, pratos proteicos, guarnições e prato base.

Somente poderão tomar estas refeições do Prato Fácil aquelas cadastradas no CadÚnico. Quem se cadastrar no CadÚnico a partir de agora, conforme decreto, só poderá se beneficiar do Prato Fácil daqui a 60 dias. O contemplado com o programa só pode adquirir uma “refeição-social” por dia.

De acordo com o decreto da Seas, o almoço vai deve ser disponibilizado à população entre 11h e 15h, nos 22 dias úteis de cada mês. É facultativo que o restaurante credenciado abra no feriado.


Ainda segundo o governo de Rondônia, os restaurante credenciados poderão disponibilizar refeições em marmitas descartáveis e no caso de consumo no próprio estabelecimento, a empresa deve seguir as normas sanitárias e distanciamento social vigentes.

RESTAURANTES CREDENCIADOS

  • Restaurante Vista do Madeira, localizado na Travessa Belizário Pena, n° 191, bairro Triângulo;
  • Portal Eventos, localizado na BR 364, km 5, sentido Cuiabá;
  • Restaurante Norte Sul, localizado na rua da Beira, n° 6191, bairro Lagoa;
  • Semprebom Restaurante e Café, localizado na avenida Campos Sales, n° 2645, Centro;
  • Restaurante e Churrascaria do Gaúcho, localizado na avenida José Vieira Caúla.

Contrapartida do governo

Segundo a Seas, o cidadão vai pagar R$ 2 pela refeição e o restante do valor será contemplado por subsídio do estado, através do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza de Rondônia (FECOEP/RO).

O governo vai pagar R$ 11,21 quando a refeição é para viagem e R$ 13,13 para o consumo local, “ambos correspondentes ao almoço e suco natural de polpa.

Ainda segundo decreto, o usuário do programa terá que mostrar documento de identidade (emitido por órgãos da segurança pública) para poder adquirir a refeição por R$ 2,00.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here