MARCOS ROCHA, DE AZUL: DO SEU LADO DIREITO, LUIZ FERNANDO, DAS FINANÇAS; E AO SEU LADO ESQUERDO, GONÇALVES JR., DA CASA CIVIL, E FERNANDO MÁXIMO, DA SAÚDE, DE GORRO

O governador Marcos José Rocha dos Santos fez um pronunciamento no Facebook neste domingo (5), a partir das 16h28, acompanhado de três secretários estaduais: Luiz Fernando Pereira da Silva, das Finanças; José Gonçalves da Silva Júnior, da Casa Civil; e Fernando Rodrigues Máximo, da Saúde.

Durante 01h16 eles fizeram um balanço das providências já deflagradas bem como das novas iniciativas que o governo vem adotando no combate ao coronavírus. Rocha destacou o decreto assinado por ele na madrugada deste domingo, por volta de 02h50 da madrugada, o de número 24.919, que vem sendo trabalhado há vários dias e que, agora, pôde implementá-lo com o ganho de causa obtido na Justiça.

Ele também frisou durante várias vezes durante a suas falas da importância do atual uso da máscara e das demais medidas já conhecidas como a manutenção do isolamento social, a lavagem constante de mãos e o distanciamento de pelo menos um metro de pessoas na rua. “Estamos partindo aos poucos para o distanciamento e não para o isolamento. Por isso, todos precisam ter medidas fortes de higienização”, lembrou o governador.

“Este decreto, assinado nesta madrugada de domingo, já vimos trabalhando nele há vários dias e estamos fazendo tudo com muita responsabilidade (…) Quero deixar para todos aqui o seguinte: nós temos dois lados de mesma moeda, a  superlotação no sistema de saúde versus queda da atividade econômica. Das duas formas há risco de morte das pessoas” (…) “Temos de tomar decisões em ambos os lados e sei que terão fortes consequências”, apontou o governador.

Rocha destacou que estão fazendo “tudo” tecnicamente e baseados em estudos científicos. “Eu não quero que a nossa população de Rondônia fique dependente de cestas básicas. A população não quer isso e nem quer ser tratada no cabresto.(…) Se nós mantivermos uma quarentena por grande tempo, milhares de pessoas vão morrer de fome. Então, precisamos ter um equilíbrio entre a saúde e a área de economia (…) “, enfatizou.


“Vamos vencer essa guerra porque somos rondonienses e brasileiros, acima de tudo (…) Hoje o estado de Rondônia está com o menor número de casos de coronavírus do Brasil (…) Agora temos de caminhar com cuidado (…) Chegou a hora de mostrarmos o nosso melhor. Quem pode e está recebendo salário, que procure honrar os seus compromissos financeiros e nos ajude a manter o estado funcionando (…) Precisamos retornar ao trabalho de forma gradativa e que a nossa população saia fortalecida dessa triste experiência”, reiterou o governador em suas palavras durante o vídeo. “Estamos trabalhando com o pior cenário para evitar dissabores. (…) Vamos vencer essas dificuldades. Eu não tenho dúvida disso”, frisou já final do seu pronunciamento.

O governador informou sobre a criação do Gabinete Integrado de Enfrentamento ao Coronavírus, composto pelos chefes de todos os poderes e da Sala de Situação, que está alinhada às necessidades pontuais de cada município do estado. 

O secretário Máximo, por sua vez, garantiu que não estão faltando máscaras para os profissionais de Saúde no Estado, porque foram feitas as compras no momento oportuno. Ele disse também que as escolas continuarão fechadas por mais 15 dias uma vez que crianças podem portar o coronavírus de forma assintomática e transmitir para seus entes mais velhos. Ele frisou, ainda, que é preciso estimular e lançar mão do ensino a distância.

“Neste exato momento no Cemetron há 19 leitos de UTI vazios com respiradores mecânicos, monitores multiparâmetros, bombas de infusão e EPIs. Esses leitos podem chegar a 45. Temos ventiladores para isso. Temos também mais seis leitos no Cosme e Damiao e mais 28 na Ame”, disse Fernando Máximo, reforçando: “Quem puder ficar em casa, que fique realmente. Evite aglomerações, cuide da higiene, use máscaras e mantenha distanciamento nos bancos, nas feiras, nos mercados e, sobretudo, não toque nas mãos de outras pessoas”.

Máximo também informou que cinemas, teatros e igrejas continuam fechados, “porque as pessoas ficam muito confinadas em lugares fechados e tem o mesmo horário de entrar e sair”.

Já o secretário Luiz Fernando Pereira, das Finanças lembrou que do ponto de vista do estado foi decretado o adiamento do vencimento de seis meses dos impostos de todas as empresas do Simples Nacional, tanto dos tributos federais quanto dos estaduais. Também foi flexibilizado o cumprimento de obrigações, prorrogada a validade das certidões negativas por 90 dias para que as empresas possam ter acesso a crédito e a compras a prazo, adiado o repasse do programa de recuperação de crédit, enfim um  conjunto de medidas para que os tributos sejam suavizados durante os próximos três meses. Ele lembrou, ainda, que o Estado também está facilitando o microcrédito através do Banco do Povo. “Várias dessas medidas estão sendo aprimoradas nesta segunda-feira (6) e faremos um novo decreto para contemplá-las nos próximos dias”, destacou.

Fernando declarou também que foram criados programas para o fornecimento de cestas básicas, de crédito e destacou que a mão de obra apenada está sendo usada para produzir máscaras e outros EPIs em algumas unidades prisionais.

O governador Marcos Rocha finalizou sua live com uma mensagem cujos principais trechos foram: “(…) Nós temos duas escolhas: ou fechamos nossos olhos e fingimos que nada está acontecendo e que magicamente tudo vai se resolver, sendo irresponsáveis e não seguindo regras; ou fazemos uma leitura racional da situação, compreendendo os problemas e os cenários para, assim, nos prepararmos de forma proativa a eles, ao invés de jogar as nossas energias para a irresponsabilidade ou para medo simplesmente.”

Ele leu um trecho da Bíblia (2 Timóteo 1,7)  que julgou oportuno para este momento: Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação”. Essa é a regra que estamos seguindo. É o momento de usarmos o que Deus nos deu. Coragem, serenidade e equilíbrio. (…) Que Deus realmente esteja em cada casa e que ele proteja nosso estado e nosso País. Muito obrigado e um forte abraço”, disse ao encerrar o seu vídeo no Facebook.

Veja a seguir a reprodução na íntegra do pronunciamento feito neste domingo à tarde:

Novo Decreto Coronavírus – Rondônia

Posted by Coronel Marcos Rocha on Sunday, April 5, 2020

Abaixo a imagem da  página no Facebook instalada pelo governo do estado com o título “Informações sobre coronavírus”, onde está hospedado este pronunciamento e que pode também ser acessado AQUI:



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here