Após amargurar seis anos sem um centro cirúrgico ativo, a cidade de Presidente Médici recebeu, em 2016, uma sala equipada para realizar procedimentos operatórios eletivos e cirurgias cesarianas.

Mas, 15 meses após inaugurado, as portas do centro cirúrgico de Presidente Médici voltaram a se fechar. Na última segunda-feira (17), uma equipe fiscalizadora da cidade de Porto Velho esteve na unidade mista de saúde do município inspecionando o complexo cirúrgico, que não passou nas avaliações técnicas e foi interditado, cancelando mais de dez cirurgias agendadas para o dia.

Justificativa — O secretário de saúde do município, Rubi Ferreira, informou que as salas operatórias foram inauguradas sem as devidas inspeções sanitárias. “A gestão anterior reabriu as salas de cirurgia sem submetê-las aos órgãos sanitários e na primeira fiscalização deu nisso”, denunciou o secretário.

O secretário Rubi disse também que todas as medidas para sanear as irregularidades apresentadas estão sendo tomadas para restabelecer as cirurgias agendas o mais breve possível: “Já iniciamos as correções e queremos resolvê-las o mais rápido possível. Estamos com muitas cirurgias agendadas e não podemos parar agora. Pretendo retornar as cirurgias já na próxima semana”, frisou.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here