Uma fiscalização aérea do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Polícia Militar (PM), flagrou extração de madeira em uma área desmatada de Candeias do Jamari (RO) neste sábado (31).

Durante operação, os agentes avistaram do helicóptero que três caminhões e duas pás-carregadeiras estavam provavelmente desmatando floresta. Ao pousarem foi constatado que um dos caminhões já estava carregado e pronto para sair com as toras de madeira. A equipe levou os suspeitos até a sede da área que estava sendo fiscalizada e como nesse local tinha internet, pediu apoio ao Batalhão de Polícia Militar Ambiental. Chegando no local, os veículos foram apreendidos e conduzidos para o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) em Porto Velho.

Três homens foram autuados pelo Ibama pelos crimes de destruir, danificar florestas nativas, plantadas, vegetação de dunas, objeto de especial preservação. Eles informaram que apenas desejam se manifestar em juízo.

Desmatamento em Rondônia

Alertas de desmatamento em Rondônia aumentaram 42% em setembro de 2020 na comparação com o mesmo mês em 2019. É o que revela o levantamento do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon).

Segundo o Imazon, 143 km² foram detectados com resquícios de desmatamento em Rondônia em um único mês, contra 101 km² em setembro do ano passado.


O estado segue na quarta posição do ranking (com 12% do total) das regiões com mais alertas de perda de floresta, ficando atrás de Pará (51%), Amazonas (13%) e Mato Grosso (12%).

Em janeiro, um acampamento clandestino foi descoberto dentro de uma área de mata reflorestada em Candeias do Jamari. O flagrante foi feito por uma equipe do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA). No local havia uma parte de vegetação destruída. (Veja no vídeo abaixo).



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here