Fila de espera de pacientes que precisam de UTI está zerada em RO

0
33
DURANTE COLETIVA DE IMPRENSA, FOI DESTACADO O CUMPRIMENTO DAS MEDIDAS DE DISTANCIAMENTO SOCIAL CONTROLADO COMO UMA RESPOSTA GRADUAL À POPULAÇÃO

O Governo de Rondônia divulgou nesta quarta-feira (3) o balanço das medidas impostas relativas aos últimos decretos restritivos sociais, com o resultado parcial das ações à sociedade. Mesmo com os números altos de pessoas internadas nos hospitais do Estado, a abertura de novos leitos possibilitou zerar a fila de espera de pacientes que necessitam de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Durante coletiva de imprensa o secretário de Estado da Saúde (Sesau), Fernando Máximo, destacou positivamente o cumprimento das medidas de distanciamento social controlado como uma resposta gradual à população e lembrou, que ainda não é o momento de se comemorar.

“São 1.740 pessoas curadas nas últimas 24h em Rondônia, 1.154 casos novos, ou seja, temos um déficit de casos ativos de 608 em Rondônia nas últimas 24h, infelizmente 22 pessoas foram a óbito, isso é muito ruim e lamentamos por cada uma delas, mas quando vemos que têm mais pessoas curadas do que casos ativos nos últimos dias e isso diminui o número de casos novos, ficamos felizes”, contabiliza o secretário.

Ele afirmou ainda, que o número de pessoas internadas continua alto em todo o Estado, mas que, devido a atitudes emergenciais do Governo de Rondônia, nenhum paciente aguarda na fila de espera. “Ao todo, 576 pessoas continuam internadas, número muito alto, entretanto são sete pessoas a menos que ontem, isso também é positivo e ficamos muito felizes com estes dados”, diz Fernando Máximo.

MEDIDAS


Desde a última sexta-feira (29), o Governo do Estado abriu mais 10 vagas de leitos de UTI no Hospital Samar, através do aumento da vigência do contrato. Já na madrugada do último sábado (30), o Governo aumentou mais 20 leitos no Hospital de Campanha Unidade zona Leste, além de novo convênio realizado na última segunda-feira (1) com o Hospital de Amor Amazônia, onde mais 12 leitos foram disponibilizados, totalizando 42 novos leitos. “Em quatro dias, 42 novos leitos de UTI, importantíssimo, porque conseguimos zerar a fila de espera para leitos de UTI”, avalia o secretario.

Desta forma, não será mais necessário enviar pacientes acometidos pela Covid-19 para outros estados brasileiros, caso os trabalhos permaneçam trazendo bons resultados. O Ministério da Saúde suspendeu as operações com a Força Aérea Brasileira (FAB), que visava o transporte de pacientes leves e moderados acometidos pela doença, em aeronaves, por não haver aceitação dos próprios pacientes e familiares para transferência a outros estados.

As novas vagas abertas nos hospitais de Rondônia trouxeram maior segurança aos usuários do sistema de Saúde, que preferiram aguardar os leitos que já foram abertos. “Essa é a resposta do trabalho do Governo do Estado que começa a render frutos”, ressalta Fernando Máximo, frisando ainda que todos os pacientes que aguardam a transferência para esses hospitais serão transferidos em breve. “Graças a Deus, viramos essa página, precisamos continuar contando com as pessoas para que todos nós continuemos fazendo a nossa parte, utilizando máscaras, evitando as aglomerações, porque nós não queremos mais viver o que vivemos nesses últimos dias”,



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here