O Festival Estudantil Rondoniense de Artes (Fera) encerrou na noite desta quinta-feira (6) com apresentações e premiações de música. Artes visuais (fotografia, pintura, escultura e grafite), mais cinema, teatro e dança também foram premiados no decorrer do último dia do evento, que reuniu 264 estudantes/artistas de escolas públicas estaduais de 39 cidades, no auditório Leila Barreiros, em Ji-Paraná.

O coordenador geral do Fera, Raimundo Melo, avalia o evento como um dos melhores realizados. “Estamos muito satisfeitos pela desenvoltura dos alunos-artistas em todos os segmentos. Não dá para apontar qual foi o melhor trabalho. Todos eles, com sua particularidade, têm o seu merecido valor”.

Para o professor Carlos Reis, um dos componentes da banca de avaliadores das artes visuais e ministrante da oficina de expressão corporal, o Fera é um exemplo de evento que deve ser incentivado a cada ano e em cada município.

“Diante dos parcos recursos e de estruturas enfrentadas pelos jovens aspirantes das artes em muitas cidades rondonienses, os alunos estão no caminho certo, que é o de desenvolver as habilidades artísticas. Os trabalhos são notadamente interessantes”, disse o professor,..

Ainda não há comentários, seja o primeiro.