Já está em circulação a nova cédula de R$ 200,00 e logo uma vai chegar até a sua carteira. O grande objetivo do governo é diminuir as transações feitas com dinheiro vivo e fazendo o país economizar com impressão de papel moeda. Ao mesmo tempo, contudo, a nova quantia suscita dúvidas sobre sua liquidez: haverá enorme dificuldade de fazer troco, em especial para compras em comércios menores.

A NOTA DE R$ 200 É A SÉTIMA CÉDULA DA FAMÍLIA DE NOTAS DO REAL

Serão produzidas neste ano 450 milhões de unidades da nota, que se junta a outras seis em uso no país. O novo valor é o primeiro em 18 anos, mas as cédulas passaram por remodelação nos anos 2010.

“A inflação está muito baixa, isso significa que o preço das compras nos estabelecimentos comerciais não está se elevando, então isso deve fazer com que o troco de fato seja um pouco dificultado”, disse o economista Fábio Terra. Além disso, o Banco Central trabalha em paralelo no PIX, um sistema de pagamentos instantâneos por meio digital que visa a substituir transações em dinheiro.

O PORQUÊ DO LOBO GUARÁ – A escolha do lobo-guará ocorreu após uma consulta realizada em 2001, na qual os brasileiros podiam escolher animais ameaçados de extinção para estampar novas cédulas. Nos dois primeiros lugares ficaram a tartaruga-marinha (colocada na nota de R$ 2, criada em 2001) e o mico-leão, que entrou na nota de R$ 20, lançada em 2002. O governo seguiu a ordem e escolheu para a de R$ 200 o lobo-guará, que ficou em terceiro lugar na votação.




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here