Encontros de família são focos de contaminação da covid-19 e inacessíveis pela fiscalização

0
20

O segundo final de semana de comércio fechado transcorreu de forma bastante positiva para as equipes do Comitê de Ações de fiscalização, coordenado pela Divisão de Vigilância Sanitária (DVISA) de Ji-Paraná, segundo informou nesta segunda (22), o diretor Antelmo Ferreira. Poucos proprietários esboçaram uma reação quando da chegada das equipes.

Já os inevitáveis encontros de famílias aos sábados e domingos vem aumentando a preocupação das autoridades porque, nesses ambientes, sabidamente as pessoas não usam máscaras e relaxam no distanciamento social.

Comércio e festas clandestinas

Antelmo Ferreira informou que, se de um lado proprietários de estabelecimentos comerciais, principalmente, oficinas de motos e lojas de confecções, estão entendendo a necessidade do comércio fechado nos finais de semana, por outro, as festas clandestinas continuam acontecendo em número, considerado assustador.

“Infelizmente, temos poucos servidores e o mesmo acontece com a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e  com Autarquia Municipal de Trânsito (AMT). É preciso que essas pessoas tenham a noção do perigo de morrer em decorrência de ser infectado com esse vírus”, alertou.


Sobre os encontros de famílias, Antelmo Ferreira também se mostrou preocupado. Segundo ele, as pessoas se infectam, fazem visitas a outros parentes, e sem perceber que estão infectadas acabam infectando outros familiares. “São nesses eventos que estão contribuindo para o aumento do número de novas vítimas da Covid 19, em nossa cidade”, lamentou Ferreira.

Ele orienta que a pessoa positivada deve, imediatamente, ser isolada, ficar distante do ambiente do trabalho e não participar de reuniões de da família. “Uma pessoa infectada, se transforma em um potencial transmissor do vírus”, concluiu.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here