O presidente Jair Bolsonaro inaugurou na manhã desta sexta-feira (07), a ponte do Abunã que liga os estados de Rondônia e Acre. A comitiva presidencial foi composta de diversos ministros do primeiro escalão do governo e de deputados federais dos dois estado, assim como os governadores da região.

No palanque da inauguração da Ponte do Abunã, estavam vários políticos, entre eles o senador Marcos Rogério (DEM), o governador de Rondônia, Marcos Rocha (PSL) e o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), vaiado pelos bolsonaristas presentes.

Dois apoiadores famosos de Bolsonaro se destacaram dos demais, o empresário Luciano Hang, conhecido como “Véio da Havan” e o ex-piloto de Fórmula 1, Nelson Piquet, ambos ovacionados pela multidão fascinada com o espetáculo. Piquet aproveitou o palanque para mais uma vez chamar a TV Globo de “Globolixo”. Não há informações até o momento se a dupla veio no avião presidencial.

A obra durou sete anos e ligará os dois estados do norte do país e, por tabela, facilitará o acesso ao Oceano Pacífico, via Rio Branco, capital do Acre.


A cerimônia, que contou com a participação de diversas autoridades, entre elas o presidente Jair Bolsonaro, reuniu centenas de pessoas, que sem máscara, aglomeraram durante o evento, contrariando recomendações do Ministério da Saúde. Sem máscara, presidente Jair Bolsonaro inaugura ponte que facilita o acesso entre RO e AC — Foto: Jônatas Boni/G1

A obra é uma das maiores já erguidas pela engenharia na Amazônia. São 1,5 km de extensão e mais de 14 metros de largura. A ponte possui duas pistas de rolagem, acostamento em ambos os lados e passarela para pedestres.

 

A ponte começou a ser construída em 2014 e teve cerca de R$ 140 milhões gastos nas obras. Após diversas paralisações na construção, inclusive em 2020 por causa da pandemia, o Ministério da Infraestrutura confirmou no final de abril deste ano a data para a inauguração da ponte.

Por medida de segurança, os carros dos participantes ficaram distante das duas cabeceiras da ponte e a recomendação, em cumprimento a Decreto do governo de Rondônia, é para evitar aglomeração e também para não levar crianças.

CUSTO DO EMPREENDIMENTO E LOCAL DA OBRA

O empreendimento tem 1.200 metros de extensão e fica no Distrito de Abunã, em Porto Velho, e foi construído pelo DNIT (Departamento Nacional de Infra Estrutura), com o que há de mais moderno em tecnologia da construção civil e custou aproximadamente R$ 150 milhões de reais.

O PRESIDENTE DIRIGIU UMA MOTO LEVANDO O EMPRESÁRIO LUCIANO HANG, AMBOS SEM CAPACETE


CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here