Com o Rio Madeira se aproximando da marca de 15 metros, a prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Programas Especiais e Defesa Civil (Sempedec), decretou estado de alerta na manhã de ontem (8). O decreto já foi publicado no Diário Oficial. De acordo com o diretor da secretaria, Marcelo Santos, moradores ribeirinhos já começaram a ser atingidos e alguns retirados de áreas de risco. 

De acordo com Santos, o principal motivo do aumento do nível do rio é a grande quantidade de chuvas que está caindo na cabeceira do rio Bene e o aumento na vazão de água na Usina de Santo Antônio. Esta elevação do nível do rio atingiu pelo menos 80 famílias, moradoras do Beco do Gravatal, Beco do Birro, bairro Balsa, Nacional, Vila Candelária e Vila de Santo

Santos enfatiza a parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) nesse momento crítico da capital. “A Secretaria Municipal de Saúde nos ajudará monitorando a saúde dos ribeirinhos, pois algumas partes dos rios são contaminados devido a quantidade de lixo jogado na água, como eles têm contato direto com a água eles podem ser contaminados”, disse o diretor.

A Defesa Civil informou que as famílias dessas áreas podem recorrer ao órgão para solicitar ajuda. O órgão oferece ajuda logística, como caminhões de mudança, para as pessoas que precisarem ir para um local seguro até que o rio volte à normalidade. 

O rio Madeira já chegou a atingir 19,62 metros em 2014 o que foi considerado a maior cheia registrada atingindo Rondônia e parte do Amazonas. A segunda maior foi em 1997 atingindo 17,52 metros – dois a menos que o ano de 2014.




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here