A SEDE DA APAC, NO SEGUNDO DISTRITO DE JI-PARANÁ

A cidade de Ji-Paraná atende, através da Associação de Proteção e Assistência ao Apenado (APAC), 33 pessoas que foram condenadas por algum tipo de crime e que optaram por não sustentar a estatística de reincidência criminal ao terminarem de pagar suas penas.

Um levantamento feito em parceria entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Instituto Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA ), atestou que no Brasil o índice de reincidência de presos no mundo do crime é de um a cada quatro, ou seja, 24,4%.

SILVANA CAETANO

A APAC, que existe em vários outros estados brasileiros, tem contribuído para que esse índice seja reduzido. Um dos principais trabalhos é fornecer meios para que os presos possam repensar seus conceitos e possam aproveitar a nova vida que poderão construir quando readquirirem a liberdade.

OPORTUNIDADE — Muitos deles fazem cursos profissionalizantes, já outros optam por seguir na profissão que tinham antes de serem presos. Mas, parte desses apenados sonham em construir uma carreira que começa com uma formação superior. É aí que a UNICESUMAR vislumbrou uma oportunidade de colaborar com a sociedade oferecendo a esses pagantes de penas a oportunidade de fazer um curso superior de qualidade.

“A cada pessoa cumpridora de pena que conseguirmos formar pela UNICESUMAR, será uma pessoa a mais com menos possibilidade de voltar para a vida do crime, pois terá uma perspectiva nova”, disse Silvana Caetano, supervisora comercial do Polo da UNICESUMAR de Ji-Paraná.


CURSOS — Dos 33 apenados, cinco optaram por abraçar a oportunidade. E eles irão fazer Tecnólogo em Segurança do Trabalho, Agronegócio, Gestão Hospitalar, Logística e Ciências Contábeis.

“Temos que aproveitar cada oportunidade que vai acrescentar algo em nossas vidas, pois assim nosso recomeço será facilitado. Ter a oportunidade de fazer um curso superior enquanto estamos aqui, é uma oportunidade mais do que especial; temos de abraça-la e fazer acontecer”, declarou um dos apenados que optou por um dos cursos superiores da UNICESUMAR.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.