Os Doutores sem Fronteiras desembarcam mais uma vez em Rondônia para realizar atendimentos odontológicos no estado. A previsão é que, a partir desta quinta-feira (29) até 25 de julho, cerca de dois mil procedimentos sejam realizados em locais que sofrem com a falta de acesso.

Desta vez, além das comunidades ribeirinhas do Baixo Madeira (distrito de Nazaré e Reserva Extrativista do Lago do Cuniã), os profissionais também irão prestar atendimento nas terras indígenas 7 de Setembro, Aldeia de Lapetanha e as etnias Paiter-Suruí e Uru-Eu-Wau-Wau.

O presidente da Associação Doutores sem Fronteiras, o cirurgião-dentista Caio Machado, conta que o objetivo do projeto é levar atendimentos odontológicos de primeiro mundo a essas regiões, com técnicas e equipamentos de última geração. Com a realização de tratamento de canal, restaurações, confecção de elementos dentários com pino de fibra de vidro, atendimento infantil, cirurgias, palestras, distribuição de 2000 kits de higiene oral e outras ações.

“Também iremos ter um foco na parte de prevenção e realizar um treinamento para os dentistas da Fundação Nacional do Índio (Funai) e Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai). Objetivo é mostrar e ensinar as técnicas utilizadas por nós”, salienta Caio.

Caio explica que o Doutores sem Fronteira já é um dos melhores projetos do mundo voltado à odontologia e proporciona os mais sofisticados equipamentos disponíveis no mercado, como Cerec cad can, Diox emissor de RX portátil e outros. “Entre todos nossos parceiros, que com certeza são empresas diferenciadas e renomadas, atingimos o auge conseguindo levar a mais alta tecnologia do mundo para essas regiões”, conclui o presidente da entidade.




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here