Dono da Havan processa jornalista de Rondônia e troca insultos na internet

0
63

O empresário Luciano Hang, dono da cadeia de lojas Havan, está processando criminalmente o jornalista, professor e ativista Samuel Costa, o polêmico pré-candidato a prefeito de Porto Velho, que trocou insultos com o mega-empresário por meio das redes sociais. Luciano Hang é defensor do Governo Bolsonaro, enquanto Samuel Costa, esquerdista de carteirinha, defende o ex-presidente Lula e o PT.

Hang ingressou no 1º Juizado especial Criminal contra Samuel Costa acusando-o de crimes de calúnia, injúria e difamação nas redes sociais. O juiz Gilberto Gil de Oliveira agendou audiência de tentativa de conciliação para o dia seis de março deste ano, no Fórum Desembargador César Montenegro, em Porto Velho.

A BRIGA ENTRE HANG e Costa começou quando o empresário colocou uma faixa num avião com a inscrição Lula Ladrão. A intenção era percorrer o Brasil divulgando a faixa.

De Porto Velho, o jornalista fez uma postagem, que se tornou viral na internet, com mais de cinco mil compartilhamentos, devolvendo a ofensa e chamando Luciano Hang de ladrão.

Para Samuel, seria o caso de “um ladrão falando do outro”. O rondoniense diz que Luciano Hang possui uma condenação judicial de 15 anos e oito meses de prisão por crimes contra o sistema financeiro e a ordem tributária, que incluiriam sonegação de imposto e evasão de divisas. 




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here