Deputado federal protesta sobre inclusão de dialeto de gays e travestis em questão do Enem

0
31
MARCOS ROGÉRIO ACHA IMPRÓPRIO QUE ESTUDANTES SEJAM COBRADOS SOBRE ESTE TIPO DE MATÉRIA

O senador eleito Marcos Rogério (DEM), que ainda é deputado federal por Rondônia até o fim deste ano, usou sua página no Facebook para protestar contra questão sobre “dialeto secreto” utilizado por gays e travestis e citado em uma das questões da prova do Enem em uma das provas do ENEM 2018.

O congressista pregou respeito à diversidade, mas destacou: “Uma coisa é o respeito à diversidade. Outra, bem diferente, é exigir que os nossos estudantes tenham conhecimento sobre o ‘dialeto secreto’ utilizado por gays e travestis, ainda mais numa prova tão importante como o ENEM”.

Na visão do democrata, “Isso [a questão] é um desrespeito com os nossos estudantes que se preparam e se dedicam o ano inteiro para prestar o Exame”, pontuou. Marcos Rogério encerrou suas declarações alegando que a sua esperança “é que nos próximos anos o INEP se concentre em temas que tenham relação com o conteúdo didático ministrado nas salas de aula”.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), mencionado pelo parlamentar,  é responsável pela realização da prova.

Ainda não há comentários, seja o primeiro.