Depois de estado de emergência, veja como instituições funcionam em RO

0
19
O GOVERNADOR DECRETOU ESTADO DE EMERGÊNCIA EM TODO O ESTADO DE RONDÔNIA

Várias ações para evitar o novo coronavírus estão sendo adotadas por entidades de Rondônia. Muitas delas foram criadas após o governo estadual decretar situação de emergência de saúde pública. Isso porque a decisão afeta escolas e universidades, transporte público, serviços de saúde, comércio, órgãos públicos e eventos.

No decreto, eventos, treinamentos, reuniões ou qualquer atividade que tenham mais de 100 pessoas foram proibidos; além de viagens oficiais (exceto quando for necessidade pública). O governo também proibiu atividades coletivas de cinema e teatro e atividades físicas em locais fechados, como academias.

Até a tarde desta terça-feira (17), o estado ainda não registra confirmados para Covid-19.

Abaixo, veja as principais medidas contra o coronavírus no estado:

Sine

  1. Por causa do decreto, a cidade de Ariquemes amanheceu com o Sine fechado para atendimento ao público que busca por emprego. Segundo a unidade, o fechamento ocorrerá até segunda ordem.
  2. Já o Sine municipal de Porto Velho está fazendo atendimento limitado: são 20 pessoas por vez e o restante do público deve ficar do lado de fora.

Aulas suspensas

  1. As aulas da rede estadual e de vários municípios do interior foram suspensas por 15 dias, a partir desta terça-feira (17), conforme decreto da Secretaria de Educação.
  2. Várias faculdades de Porto Velho também seguiram o decreto e suspenderam as aulas, como a faculdade FIMCA, São Lucas e Uniron.
  3. A rede municipal de Porto Velho suspendeu as aulas nesta terça-feira. A pausa será, inicialmente, de 15 dias.
  4. O Instituto Federal de Rondônia (Ifro) também não vai desenvolver atividades presenciais até 13 de abril.
  5. Já a Universidade Federal de Rondônia (Unir) diz que as aulas serão paralisadas a partir desta sexta-feira (18).
Aeroportos
  1. Para conter gastos durante a pandemia, a Azul Linhas Aéreas está readequando sua frota e, nesta terça-feira, a empresa suspendeu o voo entre Porto Velho e Manaus.

Transporte coletivo

  1. O transporte coletivo de Porto Velho segue com horário normal e sem redução da frota de ônibus.

Comércios e indústrias

  1. As empresas do comércio seguem abertas, mas o governo diz que estabelecimentos comerciais e industriais precisarão disponibilizar álcool em gel 70° em área visível e de fácil acesso.
  2. Presídios
  1. A Sejus proibiu, pelos próximos 30 dias, as visitas íntimas nos presídios de Rondônia. Além disso, a visita social foi reduzida e acontecerá a cada 15 dias (seguindo uma triagem obrigatória). Já advogados terão que atender seus clientes em parlatórios, a um metro e meio de distância um do outro.

Hospitais

  1. As visitas a hospitais serão regulamentadas pelas respectivas secretarias municipais de saúde.
  2. O Hospital Regional de Vilhena (RO) suspendeu visitas após suspeita de coronavírus na cidade. A proibição vale por 30 dias.


CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here