A primeira prova de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 sob o governo de Jair Bolsonaro (PSL) surpreendeu os alunos e até os professores. Os estudantes que participaram do exame deste domingo (3) tiverem que argumentar sobre a “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”. 

O tema de 2019, segundo os professores, foi mais específico do que nos anos anteriores. “Surpreendeu. Nós apostávamos que o tema até poderia falar de democratização do acesso à cultura e não especificamente sobre o cinema”, afirma Maria Aparecida Custódio, professora do laboratório de redação do Objetivo.

Para ela esse é um tema acessível e que qualquer candidato poderia fazer uma relação direta com o seu dia a dia na hora de escrever. Segundo a coordenadora de Redação do Poliedro, Maria Catarina Bozio, a prova atual ano se diferencia da linha de 2018. “Ela traz de volta um tema que pede um recorte sobre o Brasil. Isso tinha desaparecido da prova de 2018, mas era uma tendência de 2014 pra cá. Isso pode trazer uma tranquilidade ao aluno, na hora de pensar uma proposta de intervenção que seja próxima da realidade deles”.

O tema também surpreendeu porque cultura não é um assunto caro ao governo atual, que havia prometido interferir na prova elaborada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep). Além disso, nos últimos meses, o presidente criticou o cinema brasileiro e entrou em guerra com o principal órgão de fomento às produções audiovisuais. Bolsonaro cortou quase metade do orçamento da Agência nacional de Cinema, a Ancine. A cultura como eixo temático da redação havia aparecido em 2011, quando os candidatos tiveram que dissertar.

Dados do Enem no estado

Conforme o Inep, entre os inscritos em Rondônia, boa parte é de por mulheres, com 35.746 contra 22.897 homens. As pessoas que se declararam pardas também são maioria: há 35.191 inscritos.


Os candidatos que se apresentam como brancos somam 13.719. Negros e indígenas há 6.457 e 524, respectivamente.

Sobre quantitativo de inscritos por município, a capital Porto Velho concentra o maior número: são 25.449 pessoas que farão a prova na cidade. A Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran) informou que o transporte coletivo funcionará com frota normal de meio de semana para atender os candidatos.

Em seguida vem Ji-Paraná (4.851), Cacoal (4.219), Ariquemes (3.755), Vilhena (3.025), Rolim de Moura (2.745) e Guajará-Mirim (2.577).

 



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here