A seleção brasileira inicia nesta daqui a pouco, nesta sexta-feira (14), a caminhada rumo ao nono título da Copa América. Em todas as outras quatro edições em casa (1919, 1922, 1948 e 1989), o time levantou o troféu que não conquista desde 2007.

Estas circunstâncias, somadas à ausência do principal jogador do time, Neymar, cortado por lesão, colocam pressão no time dirigido por Tite, que enfrenta a Bolívia, no Morumbi, em São Paulo, a partir das 21h30. O jogo será transmitido em TV aberta, pela Rede Globo, e fechada, pelo SporTV.

O técnico Tite diz não temer que os efeitos de uma eventual derrota no torneio em casa. “A pressão é diária e me dá confiança. Ela transmite senso de equipe, esse é meu sentimento”, afirmou, em entrevista na véspera do jogo, no estádio do São Paulo. O treinador gaúcho disse se sentir respaldado pelas palavras do presidente da CBF, Rogério Caboclo, que garantiu que Tite seguirá no cargo até a Copa do Catar qualquer que seja o resultado no Brasil. ”O ciclo determinado pelo presidente da CBF é até 2022 e é a isso que eu me atenho.”

Tabela completa da Copa América 2019

O volante Casemiro, revelado pelo São Paulo, disse ser uma honra retornar ao Morumbi e disse lidar bem com a responsabilidade de atuar no país. “O Brasil é favorito sempre que entra em uma competição, ainda mais em casa. Estamos prontos”, afirmou o jogador do Real Madrid. “Claro que há ansiedade, normal, sobretudo quando começa uma competição importante. É como o Tite sempre diz, temos de estar muito concentrados.”



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here