Em uma reunião realizada nesta semana, na cidade de Ji-Paraná, o Conselho Superior Acadêmico da Unir decidiu declarar “em extinção” o curso de Jornalismo oferecido pela instituição em Vilhena. A graduação funcionava na cidade desde 2002, e foram formados cerca de 150 jornalistas.

A ideia de extinguir o curso em Vilhena partiu dos próprios professores de Jornalismo no campus local da Unir. Os educadores alegam que, a cada ano, era menor o número de interessados. A última turma de Jornalismo a ingressar na universidade é do primeiro semestre de 2017. E, segundo avaliação dos professores, neste período, as desistências chegaram a quase 40%.

Como não pode simplesmente interromper a graduação na cidade, a Unir irá manter as aulas para os acadêmicos já matriculados até o ano de 2022. Antes disso, porém, enquanto o curso em Vilhena vai encerrando suas atividades, a mesma graduação passa a ser oferecida em Porto Velho, onde existe maior número de interessados em se formar neste segmento.

Existe um documento da reitoria da universidade federal garantindo que um novo curso, com o mesmo número de vagas, será implantado em Vilhena. O assunto já vem sendo discutido com a comunidade, que apresenta sugestões. Os primeiros levantamentos mostram que terão mais chances de ser instalados os cursos na área do agronegócio.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here