Costureira sai da zona rural para trabalhar em ateliê com alta costura

Este sempre foi o sonho de Rosângela, realizado agora aos aos 45 anos. Ela quer inspirar outras mulheres a acreditar no próprio talento

0
219

Decidida a buscar a realização de um sonho pessoal, há três meses a costureira Rosângela Bergamaschi trocou sua vida na zona rural de Alto Alegre dos Parecis (RO) pelo trabalho com a alta costura, em um ateliê de Cacoal. Ela revelou que este sempre foi seu sonho e que, agora aos 45 anos, quer inspirar muitas outras mulheres a acreditarem no próprio talento. Em Alto Alegre ela morava com o esposo na zona rural de Alto Alegre dos Parecis e tinha como fonte de renda a agricultura familiar

Segundo Rosângela, ela aprendeu a costurar aos 13 anos, quando via a mãe trabalhar em casa e sempre sonhou em poder estar numa fábrica grande. “Todas as minhas roupas sou eu mesma quem faço e nunca participei de nenhum curso para isso. Aprendi olhando ela fazer em casa, mas meu sonho era poder conseguir algo maior e hoje tenho orgulho quando vejo alguém com os vestidos que eu produzi. Sinto-me realizada”, diz. 

“Existem milhares de Rosângela eu sei, mas pelo fato dela ter persistido, aprimorado seu talento praticando onde ela estava, contribuiu muito para que a oportunidade a contemplasse”, disse a estilista Linda Von Rondow, vice-presidente da Associação Industrial do Vestuário de Rondônia (Assinvent), que costuma viajar pelo estado em busca de talentos. “Tem sido desafiante encontrar mulheres apaixonadas pela costura. Estamos garimpando literalmente estas pessoas”, explicou.                      

Mas nem tudo são “flores” para Rosângela, pois ela teve que abrir mão da companhia do marido que ficou em Alto Alegre dos Parecis. “Tem dias que a saudade aperta, mas lá não tem tantas oportunidades como em Cacoal. Meus filhos estão na faculdade, meu marido ficou lá, mas ele entende e me apoia e é isso que me dá forças para continuar sonhando”, revela emocionada.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here