Costuma ler sobre saúde no Facebook? Há boas chances de você ser enganado

Das dez notícias mais compartilhadas sobre o tema em 2018, sete continham informações falsas ou imprecisas

0
28

Não é novidade nenhuma que muita gente acaba se informando sobre os temas mais variados via Facebook. Enquanto a divulgação de notícias falsas sobre política é um dos assuntos mais discutidos sobre a rede, há um outro tema importante que é vítima das famigeradas fake news: saúde. 

Um relatório feito pelo site Health Feedback, que checa a veracidade de artigos e reportagens sobre saúde, apontou que das dez notícias mais compartilhadas sobre o tema em 2018, sete continham informações falsas ou imprecisas. A situação melhora se considerarmos que, dentre os 100 textos sobre saúde mais compartilhadas, 45% deles teve seu conteúdo considerado de alta ou muito alta confiabilidade, enquanto 35% continha informações de baixa ou muito baixa confiabilidade. 

O problema maior, no entanto, é que mesmo em menor quantidade, os artigos e textos contendo informações falsas foram compartilhados 12,3 milhões de vezes.

JÁ TEXTOS COM INFORMAÇÕES MAIS PRECISAS  tiveram menos compartilhamentos: 11 milhões. Dentre os textos sobre saúde mais compartilhados, temas como doenças, tratamento de doenças, alimentos, nutrição e vacinas foram os mais recorrentes. Considerando esses assuntos, os abordados com mais precisão foram os sobre vacinas, enquanto os que continham mais informações falsas eram sobre alimentos e nutrição.

O estudo termina dizendo que as notícias falsas estão intimamente ligadas a veículos de comunicação obscuros e que é importante “obter notícias de fontes com boa reputação”, já que veículos bem estabelecidos têm maior probabilidade de produzir conteúdos mais precisos devido a padrões jornalísticos elevados e escolha cuidadosa de fontes.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.