Corte de energia por falta de pagamento volta a ser permitido

0
24

O corte de energia por falta de pagamento no caso dos consumidores de baixa renda volta a ser permitido a partir de hoje, sexta (1) em todo o Brasil, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Em nota, a distribuidora de energia em Rondônia, Energisa, informou que oferta condições de parcelamento em até 24 vezes no cartão de crédito para todos os clientes, especialmente para os inscritos na Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE).

A negociação pode ser feita on-line no site da Energisa e os interessados em conhecer as opções de parcelamento devem acessar os canais digitais da atendimento pelo whatsapp (69) 9 9358-9673 ou pelo aplicativo Energisa ON(android ou IOS). No momento do atendimento, o cliente precisa ter em mãos os documentos pessoais, como CPF e RG.

Para que os clientes possam garantir o benefício de parcelamento, a Energisa explica que o cadastro no TSEE deve ser mantido em dia e estar atualizado.

Tarifa social

A tarifa social é uma política pública que concede descontos na conta de luz para as famílias de baixa renda. O consumidor recebe um abatimento mensal na conta de luz que varia de acordo com a tabela de consumo.


São beneficiados pela tarifa social:

  • Famílias inscritas no Cadastro Único com renda mensal menor ou igual a meio salário-mínimo por pessoa;
  • Famílias com portador de doença que precise de aparelho elétrico para o tratamento. A renda mensal deve ser de até três salários-mínimos;
  • Famílias com integrante que receba o Benefício de Prestação Continuada.

Veja a nota da Energisa na íntegra:

“Desde o início da pandemia, a Energisa está sensível ao momento econômico e está oferecendo condições especiais de parcelamento para todos os seus clientes, especialmente os inscritos na tarifa social de baixa renda. A empresa orienta os clientes a entrarem em contato por meio de seus canais digitais de atendimento pelo whatsapp (69) 9 9358-9673 e pelo aplicativo Energisa ON para conhecerem as condições oferecidas. A negociação pode ser feita sem sair de casa e evita o corte de energia. Os clientes inscritos no programa de tarifa social devem também manter o cadastro em dia para que possam garantir o benefício.”



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here