Cooperativa faz sua última coleta de material reciclável em ecopontos de Ji-Paraná

0
19

A Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis (Coocamarji), conseguiu concluir na manhã desta quinta-feira (24), a sua última carga de material reciclável do ano de 2020. O material coletado das ruas, papelão será destinado ao Estado de Tocantins e o resultado será de dias melhores para as mais de 35 famílias que fazem parte da instituição sem fins lucrativos.

De acordo com o presidente, Celso Luiz, a temporada chega ao fim com muita esperança que 2021 possa ser bem melhor que este que se finda. Ele declarou que os oito primeiros meses do ano, foram os mais difíceis da história da cooperativa.

CELSO LUIZ, PRESIDENTE DA COOCAMARJI

“Ocorreram com muitas dificuldades e muitos colaboradores quiseram sair. A situação piorou ainda mais, com a pandemia da Covid-19, o que provocou a paralisação dos trabalhos de coleta e separação do material reciclável”, declarou Celso. “Teve um momento que a gente pediu apoio da população com alimentos, para as nossas famílias e, graças a Deus, as pessoas nos ajudaram”, salientou o presidente da Coocamarji.

A situação da cooperativa só voltou a melhorar a partir do final de agosto, quando a entidade, após muito tempo, conseguiu firmar contrato com a prefeitura de Ji-Paraná para o serviço da coleta de material reciclável.

“Sem esse contrato, acredito que teríamos bastante dificuldades para continuar a funcionar, afirmou. Já no início desse mês, a cooperativa acabou perdendo um de seus colaboradores, vítima de acidente de trânsito.


Apesar de tudo Celso Luiz afirma que 2020 termina com saldo positivo, em especial, no tocante aos salários dos cooperados que de quase zero no primeiro semestre chegou agora no final do ano ao valor de R$ 2 mil por colaborador. “Nossos desejos é que 2021 seja repleto de conquistas para todos, e que essa pandemia acabe o quanto antes”, finalizou.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here