Acontece neste dia 28, sabádo, a partir das 8h e indo até 17h, o primeiro Bazar Solidário E-Consciente idealizado pela Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Ji-Paraná (Coocamarji). O objetivo do evento é arrecadar recursos para a compra de um veículo ser utilizado no serviço de transporte das mais de 20 famílias cooperadas que trabalham na entidade, que fica a cerca de dez quilômetros do centro de Ji-Paraná. 

Nesta primeira edição do Bazar  a Coocamarji foi buscar a parceria da creche municipal Zilda Arns do bairro Parque São Pedro, através da diretora, Zilma Fiame que abraçou a causa da entidade. A creche também será contemplada com parte do valor líquido arrecadado a ser investido na manutenção. “Temos várias prioridades, e com calma, iremos colocando em prática”, declarou a diretora.

De acordo com o presidente da Coocamarji, Celso Luiz, o Bazar E-Consciente surgiu após a instituição ter sido inserida entre outras oito cooperativas de todo o Brasil, através da Justiça, com mais de 2,5 mil peças de roupas, repassadas por uma empresa de Santa Catarina, através de Compensação Ambiental. “A Coocamarji foi a única a ser contemplada com esse benefício e isso nos deixou muito contentes. De Rondônia, fomos à única”, declarou.

De acordo com Celso Luiz, a comunidade poderá participar do primeiro Bazar Solidário E-Consciente de duas formas: 1) Via pagamento direto (dinheiro) e; 2) Levantando material reciclável que será pago de acordo com o peso, dando à pessoa a condição de efetuar a sua compra. Para cada quilo o valor será de R$ 0,50 centavos.

Dificuldade — Localizada na Linha-11 (área rural), ao lado da Lixeira Municipal a Coocamarji conta com 20 famílias cadastradas que trabalham com a triagem do lixo coletado, e assim, podem aumentar a renda familiar através da venda de materiais recicláveis recolhidos das ruas e de empresas privadas, entre os quais, garrafas pets, alumínio e papelão. Uma das dificuldades dos cooperados é justamente a falta de transporte para o local de trabalho que começa nas primeiras horas da manhã. “Muitos de nós às vezes chegam aqui através de carona de algum amigo”, frisa o presidente Celso Luz. Por isso, ele, em comum acordo com os demais, decidiu que todo dinheiro arrecadado será usado na compra de um veículo a ser usado na condução dos catadores.


 



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here