Donald Trump é um empresário de sucesso no setor imobiliário, mas, dificilmente, já teve a sua disposição um imóvel parecido com sua nova moradia. Planejada pelo arquiteto James Hoban, a Casa Branca, em Washington, tem 5.100 m² – sem contar com seus dois anexos, a Ala Leste e a Ala Oeste. Ao todo, são seis andares – dois para serviços de governo, dois para a primeira-família e dois subsolos, com fiação e maquinário. Na Residência Executiva há 132 quartos, 35 banheiros, 412 portas, 147 janelas, 28 lareiras e, por causa da antiguidade do projeto inicial, apenas três elevadores.

Desde que o fundador americano, George Washington, escolheu o ponto em que a estrutura seria construída, em 1791, incontáveis reformas transformaram a residência de acordo com os planos de seus novos ocupantes. Além de salões históricos e escritórios de funcionários da Presidência, a Casa tem cinema, sala de música, jardins e – correm boatos – cômodos secretos para garantir a segurança do presidente.

A casa do líder americano é construída em uma colina, por isso, parte do térreo não tem janelas para a rua – foi necessária uma escavação para iluminar a frente do andar. Parcialmente escondido, o piso não é a entrada oficial da residência e foi usado por serviçais e escravos no passado. Há ainda uma espécie de porão, no subsolo, onde ficam o boliche da Casa Branca, a floricultura, a carpintaria e a chocolateria da Presidência.

Conheça um pouco do interior desta residência presidencial:

TÉRREO 

A Residência Executiva é a casa da primeira-família e espaço para eventos e visitas

Acasa do líder americano é construída em uma colina, por isso, parte do térreo não tem janelas para a rua – foi necessária uma escavação para iluminar a frente do andar. Parcialmente escondido, o piso não é a entrada oficial da residência e foi usado por serviçais e escravos no passado. Há ainda uma espécie de porão, no subsolo, onde ficam o ficam o boliche da Casa Branca, a floricultura, a carpintaria e a chocolateria da Presidência.


SALA DE RECEPÇÃO DIPLOMÁTICA -- Antiga fornalha da Casa Branca, o cômodo foi transformado em um salão de entrada em 1902, por Theodore Roosevelt. Há um tapete no centro da sala que exibe o emblema dos 50 Estados do país.
SALA DE RECEPÇÃO DIPLOMÁTICA — Antiga fornalha da Casa Branca, o cômodo foi transformado em um salão de entrada em 1902, por Theodore Roosevelt. Há um tapete no centro da sala que exibe o emblema dos 50 Estados do país.
 SALA DE MAPAS ---Depois de servir como sala de reuniões e até de sinuca, o cômodo recebeu esse nome pelo propósito designado por Franklin D. Roosevelt durante a Segunda Guerra Mundial. O presidente a usou como uma “sala de guerra”, onde reunia mapas para planejar estratégias. Hoje serve para diversos propósitos, mas mantém os antigos mapas nas paredes.
SALA DE MAPAS —Depois de servir como sala de reuniões e até de sinuca, o cômodo recebeu esse nome pelo propósito designado por Franklin D. Roosevelt durante a Segunda Guerra Mundial. O presidente a usou como uma “sala de guerra”, onde reunia mapas para planejar estratégias. Hoje serve para diversos propósitos, mas mantém os antigos mapas nas paredes.
SALA DE PORCELANA --- Como diz o nome, o cômodo exibe uma coleção de objetos de porcelana iniciada pela primeira-dama Caroline Harrison, esposa do 23º presidente, Benjamin Harrison. Sua intenção era exibir o bom gosto das famílias que precederam a de seu marido.
SALA DE PORCELANA
— Como diz o nome, o cômodo exibe uma coleção de objetos de porcelana iniciada pela primeira-dama Caroline Harrison, esposa do 23º presidente, Benjamin Harrison. Sua intenção era exibir o bom gosto das famílias que precederam a de seu marido.
Q
SALA VERMEIL — A sala leva esse nome por exibir uma coleção de objetos recebidos como doação pela Casa Branca em 1957, feitos em ouro vermeil. O cômodo também é conhecido como “sala das primeiras-damas” por exibir retratos de algumas esposas de presidentes (Hillary Clinton não está aqui, mas em um corredor do primeiro andar)
COZINHA --- A Casa Branca conta com cinco chefs responsáveis por planejar de jantares familiares a grandes recepções. A qualidade é impecável, mas não é um buffet livre: se não for um evento oficial, a família presidencial paga pela própria comida. Há capacidade para servir jantar para 140 convidados ou aperitivos para até mil.
COZINHA — A Casa Branca conta com cinco chefs responsáveis por planejar de jantares familiares a grandes recepções. A qualidade é impecável, mas não é um buffet livre: se não for um evento oficial, a família presidencial paga pela própria comida. Há capacidade para servir jantar para 140 convidados ou aperitivos para até mil.

PRIMEIRO PISO DA CASA PRINCIPAL 

O Piso de Estado é a entrada oficial da Casa Branca

Aárea mais luxuosa e de maior relevância histórica na Casa Branca fica no primeiro piso, o antigo centro de poder do país. É o andar para o qual apontam grandes escadarias e se conecta às alas Leste e Oeste da residência. Não há mais escritórios em uso, exceto o dos mordomos, com o restante dos cômodos transformados em espaços para encontros e festas.

SALA AZUL --Localizada no centro do andar de Estado, a sala de cortinas e carpetes azuis é o principal cômodo para receber convidados. No fim do ano, é onde fica a maior árvore de Natal da família presidencial. O único presidente em exercício a casar na residência, Grover Cleveland, realizou a cerimônia nesta sala.
SALA AZUL –Localizada no centro do andar de Estado, a sala de cortinas e carpetes azuis é o principal cômodo para receber convidados. No fim do ano, é onde fica a maior árvore de Natal da família presidencial. O único presidente em exercício a casar na residência, Grover Cleveland, realizou a cerimônia nesta sala.
SALA VERMELHA --- Uma das quatro salas da Casa Branca que levam o nome da cor predominante na decoração. O presidente Rutherford B. Hayes fez seu juramento em segredo no cômodo em 1877, por causa de polêmicas eleitorais, para evitar um golpe na cerimônia de posse pública. Uma das quatro salas da Casa Branca que levam o nome da cor predominante na decoração. O presidente Rutherford B. Hayes fez seu juramento em segredo no cômodo em 1877, por causa de polêmicas eleitorais, para evitar um golpe na cerimônia de posse pública.
SALA VERMELHA — Uma das quatro salas da Casa Branca que levam o nome da cor predominante na decoração. O presidente Rutherford B. Hayes fez seu juramento em segredo no cômodo em 1877, por causa de polêmicas eleitorais, para evitar um golpe na cerimônia de posse pública. Uma das quatro salas da Casa Branca que levam o nome da cor predominante na decoração. O presidente Rutherford B. Hayes fez seu juramento em segredo no cômodo em 1877, por causa de polêmicas eleitorais, para evitar um golpe na cerimônia de posse pública.
SALA VERDE --- Outra sala de recepção, usada no passado para chás antes dos concertos musicais na Casa Branca. O filho de Abraham Lincoln, Willie, morreu aos 11 anos e teve seu velório no cômodo, por isso, a primeira-dama, Mary, nunca mais entrou ali.
SALA VERDE — Outra sala de recepção, usada no passado para chás antes dos concertos musicais na Casa Branca. O filho de Abraham Lincoln, Willie, morreu aos 11 anos e teve seu velório no cômodo, por isso, a primeira-dama, Mary, nunca mais entrou ali.
SALA DE JANTAR DE ESTADO --- Thomas Jefferson usava o quarto como escritório, mas a partir de 1809, à medida que o país se tornava uma potência, o espaço foi destinado a receber jantares formais. Há lugar para até 140 convidados sentados.
SALA DE JANTAR DE ESTADO — Thomas Jefferson usava o quarto como escritório, mas a partir de 1809, à medida que o país se tornava uma potência, o espaço foi destinado a receber jantares formais. Há lugar para até 140 convidados sentados.
SALA DE JANTAR DA FAMÍLIA --- Apesar do nome, o cômodo é raramente usado para as refeições da família presidencial, desde que Jackie Kennedy mandou construir uma sala de jantar privada no andar de cima. Hoje é usado para jantares formais, mas intimistas, com menos convidados.
SALA DE JANTAR DA FAMÍLIA — Apesar do nome, o cômodo é raramente usado para as refeições da família presidencial, desde que Jackie Kennedy mandou construir uma sala de jantar privada no andar de cima. Hoje é usado para jantares formais, mas intimistas, com menos convidados.
SALÃO OESTE --- É o maior cômodo da Casa Branca, por isso, cinco filhas de presidentes se casaram no Salão Leste. Todos os presidentes americanos que morreram no cargo tiveram seu velório no cômodo, com exceção de James A. Garfield, por causa de uma reforma. O Obamacare também foi assinado neste salão.
SALÃO OESTE — É o maior cômodo da Casa Branca, por isso, cinco filhas de presidentes se casaram no Salão Leste. Todos os presidentes americanos que morreram no cargo tiveram seu velório no cômodo, com exceção de James A. Garfield, por causa de uma reforma. O Obamacare também foi assinado neste salão.

SEGUNDO PISO – CASA DA FAMÍLIA

É o espaço privado da família do presidente

Osegundo andar é a parte principal da residência da primeira-família, onde ficam seus quartos, banheiros e uma cozinha particular para lanches no meio da noite. É o único lugar onde não são seguidos pelo serviço secreto e podem manter a privacidade. Também há espaço para hóspedes, mas só os íntimos – chefes de Estado costumam ficar em uma casa separada, a Blair House.

SUÍTE MASTER ---Apesar de ser o maior quarto, com closet, banheiro e sala de estar adjacentes, nem sempre a “suíte presidencial” é usada pelo próprio presidente. Jackie Kennedy, por exemplo, usava o quarto como a “suíte da primeira-dama” e seu marido dormia no quarto ao lado. Obama e Michelle mantiveram uma política de privacidade em seu governo e não revelaram onde dormiam.
SUÍTE MASTER —Apesar de ser o maior quarto, com closet, banheiro e sala de estar adjacentes, nem sempre a “suíte presidencial” é usada pelo próprio presidente. Jackie Kennedy, por exemplo, usava o quarto como a “suíte da primeira-dama” e seu marido dormia no quarto ao lado. Obama e Michelle mantiveram uma política de privacidade em seu governo e não revelaram onde dormiam.
QUARTO DE LINCOLN --- É uma homenagem ao presidente Abraham Lincoln, que nunca dormiu no cômodo, mas usava como escritório. A “cama de Lincoln”, comprada por sua esposa, fica no centro - o presidente também nunca dormiu nela, mas diversos sucessores fizeram uso do móvel e do quarto.
QUARTO DE LINCOLN — É uma homenagem ao presidente Abraham Lincoln, que nunca dormiu no cômodo, mas usava como escritório. A “cama de Lincoln”, comprada por sua esposa, fica no centro – o presidente também nunca dormiu nela, mas diversos sucessores fizeram uso do móvel e do quarto.

TERCEIRO PISO – CASA DA FAMÍLIA

Onde a primeira-família relaxa

Para o caso de uma família grande ou com muitos amigos, há mais quartos no terceiro andar, além de cômodos para lazer do presidente. Cada novo ocupante escolhe o propósito dos espaços, mas é comum que mantenham o solário, a academia particular e as salas de jogos e música.

SALA DE JOGOS --- Pelo menos desde a época de George H.W. Bush, o cômodo é usado como uma tradicional sala de jogos - nada de modernidade, há uma antiga mesa de sinuca no centro. Também serviu como quarto para famílias de presidentes.
SALA DE JOGOS — Pelo menos desde a época de George H.W. Bush, o cômodo é usado como uma tradicional sala de jogos – nada de modernidade, há uma antiga mesa de sinuca no centro. Também serviu como quarto para famílias de presidentes.
SALA DE MÚSICA --- Depois de ser o quarto de Jack Ford, durante o governo de seu pai, e até a sala de aula de John Kennedy Jr., Hillary Clinton decidiu transformá-la em uma sala de música como presente de aniversário para Bill, que tocava saxofone.
SALA DE MÚSICA — Depois de ser o quarto de Jack Ford, durante o governo de seu pai, e até a sala de aula de John Kennedy Jr., Hillary Clinton decidiu transformá-la em uma sala de música como presente de aniversário para Bill, que tocava saxofone.


CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here