Confira quem são os 19 campeões estaduais; não finalizaram suas competições 8 estados

0
15
ROGÉRIO CENI CAMPEÃO E VAR NO CATARINENSE (Leonardo Moreira/FortalezaEC/Cristiano Andujar/Futura Press/Folhapress)

Os campeonatos regionais estão terminando e fizeram neste domingo (21) 19 campeões com algumas polêmicas e consagrando alguns treinadores. No Ceará, sob comando do ex-goleiro Rogério Ceni, o Fortaleza conquistou o título estadual contra o rival Ceará. Em Santa Catarina o jogo terminou em polêmica envolvendo o VAR na disputa por pênaltis entre Avaí e Chapecoense.Ainda estão indefinidos os campeonatos do Acre, Amapá, Amazonas, Espírito Santo, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima e Tocantins.

Vamos agora aos campeões até o momento por estado, em ordem alfabética:

ALAGOASCSA – 39º título
O CSA conquistou o bicampeonato alagoano mesmo após a derrota de 1 0 para o rival CRB no tempo normal, neste útimo domingo. Como havia vencido a primeira partida pela mesma contagem, a decisão foi para os pênaltis, com triunfo do CSA por 4 a 2. Com isso, a equipe volta à série A do Campeonato Brasileiro em 2019.
BAHIA — Bahia – 48º título
Em uma final inédita, o Bahia foi o campeão ao vencer o Bahia de Feira de Santana por 1 a 0 na Fonte Nova. Como haviam empatado por 1 a 1 no interior baiano na semana passada, no último minuto, o clube conquistou o bicampeoanato. Gilberto, de pênalti, fez o gol do título.
BAHIA CONQUISTA O CAMPEONATO BAIANO DE 2019 (FELIPE OLIVEIRA/EC BAHIA/FLICKR)
 BRASÍLIA — Gama – 12° título

O Gama conquistou o Campeonato Brasiliense de forma invicta ao empatar por 2 a 2 na decisão contra o Brasiliense, neste domingo. Como havia vencido a partida de ida por 3 a 1, alcançou o título.


Gama conquista o Campeonato Brasiliense 2019 (S.E. Gama/Divulgação)

CEARÁ — Fortaleza – 42° título

 Evitou o tricampeonato do rival Ceará com duas vitórias na decisão. 2 a 0 na semana passada e 1 a 0 neste domingo, selando a conquista do time dirigido por Rogério Ceni, que volta à primeira divisão nacional neste ano. Esse foi o terceiro título de Ceni pelo clube (bicampeonato cearense e Série B do Campeonato Brasileiro). Ele é cotado para assumir o Atlético-MG no Brasileirão. Com a derrota, o Ceará demitiu o técnico Lisca, que evitou o rebaixamento do clube na Série A do Brasileirão do ano passado.

Fortaleza é campeão cearense de 2019 (Leonardo Moreira/FortalezaEC/Divulgação)

GOIÁS — Atlético-GO – 14° título

O Atlético-GO venceu o rival Goiás, dono da melhor campanha do torneio, nas duas partidas finais. O Atlético havia vencido a primeira partida por 3 a 0 no último final de semana, e neste domingo voltou a vencer, por 1 a 0. Pelo resultado, o técnico Maurício Barbieri foi demitido do Goiás, que volta à primeira divisão

MARANHÃO —Imperatriz – 3° título

O Imperatriz foi um dos primeiros campeões estaduais do Brasil em 2019, ao vencer o Moto Club no último sábado, 13, após empate em 0 a 0 na primeira partida final. Com isso, evitou o bicampeonato do Moto e ainda deu o troco da final de 2018.

MATO GROSSO — Cuiabá – 9º título

O Cuiabá conquistou o tricampeonato estadual ao vencer o Operário de Várzea Grande na final. O empate em 2 a 2 na Arena Pantanal deu o título ao clube, que tinha vencido por 2 a 0 na primeira partida, domingo passado.

Cuiabá é campeão mato-grossense de 2019 (AssCom Dourado/Divulgação)

MATO GROSSO DO SUL — Águia Negra – 3° título

Mesmo derrotado por 1 a 0 na decisão, o Águia Negra conquistou o Campeonato Sul-Mato-grossense contra o Aquidauanense, neste domingo. Como havia vencido a partida de ida por 2 a 1, o título ficou com o Águia Negra, que tinha a melhor

MINAS GERAIS — Cruzeiro – 38° título

O Cruzeiro conquistou o Campeonato Mineiro no sábado, ao empatar em 1 a 1 com o Atlético-MG na Arena Independência. Como havia vencido por 2 a 1 semana passada, no Mineirão, o time alcançou o bicampeonato estadual.

Fred tira selfie com taça do Campeonato Mineiro após título do Cruzeiro

Fred tira selfie com taça do Campeonato Mineiro após título do Cruzeiro (Giazi Cavalcante/Codigo19/Folhapress)

PARÁ — Remo – 46° título

Assim como em 2015, o Remo conquistou o Campeonato Paraense derrotando o Independente de Tucuruí na final. Perdeu semana passada por 1 a 0, mas neste domingo, no Mangueirão, venceu por 2 a 0 e alcançou o bicampeonato estadual.

Clube do Remo conquista o Campeonato Paraense de 2019 (Clube do Remo/Divulgação)

PARAÍBA — Botafogo – 30° título

O Botafogo conquistou o tricampeonato paraibano neste sábado, ao derrotar o Campinense por 2 a 0, em João Pessoa. Como havia vencido também em Campina Grande, por 2 a 1, o título estadual ficou na capital do Estado.

Botafogo-PB conquista o Campeonato Paraibano de 2019 (Paulo Cavalcanti/Divulgação)

PARANÁ — Athletico-PR – 25° título

Mesmo jogando com um time alternativo, o Athletico-PR conquistou o bicampeonato estadual ao vencer o surpreendente Toledo na decisão. Derrotado na semana passada por 1 a 0, o Athletico venceu na Arena da Baixada, neste domingo, pelo mesmo placar, e conquistou a taça nos pênaltis.

Athletico-PR conquista o Campeonato Paranaense de 2019 (Miguel Locatelli/Site Oficial/Facebook)

PERNAMBUCO — Sport – 42° título

Mesmo derrotado por 2 a 1 na Ilha do Retiro, o Sport conquistou o Campeonato Pernambucano, no pênaltis, contra o Náutico. Como havia vencido na semana passada, nos Aflitos, por 1 a 0, o Sport entrou na partida com vantagem do empate, mas foi derrotado de virada. Mas nos pênaltis, o goleiro Mailson pegou dois e ajudou o time do Sport a conquistar seu 42° estadual.

Sport conquista o Campeonato Pernambucano de 2019 (Anderson Stevens/@sportrecife/Twitter)

PIAUÍ — Ríver – 31° título

O Ríver foi campeão piauiense evitando o tricampeonato do Altos, com duas vitórias nas finais. Na quarta-feira, dia 10, na primeira decisão, venceu por 3 a 2,  e no jogo final, em Teresina, dia 13, venceu por 3 a 0, tornando-se, junto com o Imperatriz, um dos primeiros campeões estaduais de 2019.

Ríver conquista o Campeonato Piauiense de 2019 (Ríver-PI/Divulgação)

RIO DE JANEIRO — Flamengo – 35° título

O Flamengo conquistou o Estadual do Rio com duas vitórias de 2 a 0 sobre o Vasco na decisão. Neste domingo, no Maracanã, Willian Arão e Vitinho marcaram os gols do título.

Diego ergue a taça do campeonato carioca conquistado pelo Flamengo sobre o Vasco (Ricardo Moraes/Reuters)

RIO GRANDE DO SUL — Grêmio – 38° título

Conquistou o bicampeonato gaúcho contra o rival Internacional, nos pênaltis, na última quarta-feira. Dono da melhor campanha do torneio, invicto e com apenas um gol sofrido, empatou as duas partidas finais por 0 a 0 e venceu nas penalidades por 3 a 2.

Renato Gaúcho comemora com os jogadores do Grêmio o título do Campeonato Gaúcho após vitória sobre o Internacional no pênaltis (Lucas Uebel/Grêmio FBPA/Flickr)

SANTA CATARINA — Avaí – 17° título

Dono da melhor campanha durante todo o Campeonato Catarinense, o Avaí conquistou o título neste domingo, nos pênaltis, contra a Chapecoense, após empate por 1 a 1 no tempo normal, em final única. Nas penalidades, houve polêmica na cobrança decisiva, em que Bruno Pacheco chutou no travessão e a bola pingou no chão antes de sair. O lance foi revisto pelo árbitro de vídeo (VAR), que confirmou que a bola não entrou, mas o time da Chape promete recorrer do lance no tribunal, para anular a decisão, pois considera que a bola entrou.

Avaí conquista o Campeonato Catarinense de 2019 (Avaí/Flickr)

SÃO PAULO — Corinthians – 30° título

O Corinthians conquistou o tricampeonato paulista ao derrotar o São Paulo por 2 a 1, neste domingo, em sua Arena. Como havia empatado sem gols no domingo passado, no Morumbi, o time chegou à 30ª taça estadual em sua história.

Corinthians conquistou o Paulistão contra o São Paulo (Eduardo Carmim/Photo Premium/Folhapress)

SERGIPE — Frei Paulistano – 1° título

A surpreendente equipe de Frei Paulo conquistou o Campeonato Sergipano derrotando o favorito Itabaiana na final. Sem poder decidir em Frei Paulo, a equipe mandou a decisão em Aracaju, no sábado, e venceu o Itabaiana por 3 a 1, após ter vencido a equipe, também em Itabaiana, por 2 a 1 uma semana antes. Donos da quinta (Frei Paulistano) e sexta (Itabaiana) campanhas na primeira fase do Estadual, foi os melhores times no hexagonal final e chegaram à decisão. O Itabaiana foi vice-campeão pela quarta vez seguia.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.