A Câmara Municipal de Ji-Paraná (CMJP) realizou sessão itinerante (SI), nesta terça (13), na Comunidade Ikolen Gavião na Reserva Indígena Igarapé Lourdes, que pertence ao município. Esta foi quarta sessão deste tipo sob a presidência do vereador Affonso Antônio Cândido (DEM).

 As anteriores foram nos distritos de Nova Londrina e Nova Colina, e na Escola Tiradentes IV. Ainda não se tem registro de outra sessão legislativa ordinária realizada no Brasil em uma aldeia indígena. “Estamos tratando essa sessão ordinária com a primeira no país a ocorrer em uma comunidade indígena”, garantiu Affonso Cândido.

De acordo com o presidente da CMJP, a sessão itinerante na comunidade Gavião se destacou pela receptividade à comitiva legislativa e participação dos membros da etnia. “Somos saudados por todos, que se pintaram, dentro de suas tradições, para nos receber e ouvir nossas propostas”, frisou.

 O cacique geral do Povo Gavião, Catarino Sebirop, afirmou que a atual Câmara de Ji-Paraná foi a primeira a realizar uma sessão em terras indígenas. Segundo ele, a iniciativa foi importante para que os “não-índios” conheçam as tradições e cultura de seu povo.

Por outro lado, o articulador indígena Josias Gavião também cobrou a participação de índios nas sessões da CMJP e que seja estabelecida uma política municipal em favor dos povos indígenas. A SI na comunidade foi proposta pelo vereador Marcelo Lemos (PSD).

 A sessão ordinária teve a participação de 15 dos 17 vereadores ji-paranaenses que se revezaram em pronunciamentos de apoio e agradecimento ao Povo Gavião. “A Reserva Indígena Igarapé Lourdes ocupa quase 30% da área do município de Ji-Paraná e é um patrimônio cultural e étnico de todos os rondonienses”, garantiu Joaquim Teixeira, vice-presidente CMJP.

Dos 35 requerimentos aprovados na sessão, três foram de autoria do vereador Marcelo Lemos solicitando apoio para implantação de tanques para criação de peixes, fornecimento de sementes de arroz, feijão, milho e a construção de uma quadra poliesportiva na aldeia Ikolen Gavião.    

No encerramento da sessão, os vereadores receberam cestas com castanhas-do-pará para comemorar o início da colheita e também participaram de uma dança tradicional para selar a amizade entre os povos.          

Ainda não há comentários, seja o primeiro.