Comércio obedece determinação e não abre; já os supermercados lotaram

0
28
NO PRIMEIRO DISTRITO O CENÁRIO ERA ESSE HOJE DE MANHÃ: LOJAS TODAS FECHADAS

A reportagem do Repórter RO circulou nesta manhã de sábado (21) pelo Primeiro Distrito de Ji-Paraná e constatou que todo o comércio seguiu as determinações da prefeitura e não funcionou. Nada de fato estava aberto à exceção de farmácias e supermercados. O número de pessoas e carros nas ruas foi bastante reduzido e uma cena muito comum foi flagrada: pessoas e casais andando pelas ruas carregando muitas sacolas plásticas cheias de alimentos.

MOVIMENTO QUASE INEXISTENTE NAS CALÇADAS DO DOIS DE ABRIL

O repórter Marcos Lock percorreu várias farmácias e confirmou que não há nenhuma previsão para chegada do álcool em gel. Nenhuma delas na avenida Dois de Abril ou os  três supermercados visitados deram qualquer previsão para a reposição do produto.

Já o álcool líquido a 70º ou a 90º só foi encontrado na Farmácia Goiás, na avenida Dois de Abril. Neste estabelecimento, por volta de 11h15, ainda restavam cerca de 30 frascos de álcool a 96º, vendidos a R$ 12,00 cada. O gerente garantiu que amanhã, domingo (22), o estabelecimento estará aberto e haverá mais produtos à disposição, porque um caminhão já estava descarregando nos fundos da loja naquele momento.

A farmácia também tinha um pequeno estoque de 50 máscaras, porém eram aquelas com filtro, vendidas a R$ 7,00 cada. O produto também deverá ser reposto durante a semana que vem. O gerente orientou que esta máscara dura uma semana, pode ser lavada com detergente ou sabão e sua secagem precisa ser com ferro de passar roupa, usando-se o anteparo de um pano sobre ela.

CLIENTES ENCHERAM OS CARRINHOS E O MOVIMENTO SUBIU 50% DESDE ONTEM NO GONÇALVES

No Supermercado Gonçalves do Primeiro Distrito o movimento por volta de 11h30 era bastante grande, com filas nos caixas e pessoas enchendo bem os carrinhos, deixando claro que elas estão fazendo estoques em casa. Nos caixas e no corredores de passagem há muitas garrafas borrifadoras de álcool em gel.


Todos os funcionários do mercado, inclusive as meninas dos caixas, estavam usando máscaras protetoras nos rostos. A gerência da unidade informou que nas gôndolas não havia nenhum tipo de álcool à venda, tanto o líquido quanto em gel. A gerência estima que o movimento aumentou cerca de 50% a partir de ontem, mas que, apesar disso, não há nenhum perigo de desabastecimento.

No supermercado Jeedá também não havia nenhum tipo de álcool à disposição. Funcionários, no entanto, estavam borrifando álcool em gel nas manoplas dos carrinhos, onde as pessoas seguram para empurrá-los. Também o movimento subiu bastante desde ontem e as pessoas saíam em grande grande parte com muitas sacolas de alimentos.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here