Em solenidade realizada nesta segunda-feira (10), no plenário da Câmara dos Vereadores de Porto Velho, foi assinada a ordem de serviço para implantação de esgotamento sanitário que vai beneficiar  100% da população de Ji-Paraná até o ano de 2040.

O documento autorizando o início das obras recebeu a assinatura do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, e do governador Daniel Pereira, em solenidade oficial prestigiada por autoridades federais, estaduais e municipais.

A infraestrutura vai contemplar toda a população (116 mil habitantes, IBGE-2010) desde o recebimento das cargas poluentes, tratamento e a devolução da água tratada ao leito do Rio Machado, no 2º Distrito da cidade, em níveis ambientais aceitáveis. O canteiro de obras deve ser instalado já neste início de janeiro de 2019 e empregar diretamente 350 pessoas, que deverão ser contratadas na própria cidade.

“Optamos pela implantação da empresa em Ji-Paraná no início do próximo ano devido ao período festivo. A partir de hoje vamos iniciar a busca por área para instalar a empresa e providenciar os maquinários devidos para o começo do serviço”, adiantou um dos responsáveis pela obra, o engenheiro civil André Gaspar.

A obra será executada por um consórcio composto pelas empresas Construtora A Gaspar, do Rio Grande do Norte, e Pró-Aqua, de São Paulo.


A previsão de conclusão do serviço é de até 24 meses quando cerca de 400 quilômetros de rede de esgoto deverão ter sido implantados. “Os recursos estão assegurados no ministério. Esse tipo de investimento reflete em saúde pública. Cada um real investido em esgotamento sanitário equivale a outros quatro reais investidos em saúde pública”, destacou o ministro Alexandre Baldy, reconhecendo que Rondônia é o estado da região Norte que menos conta com infraestrutura dessa natureza.

O PROJETO DO ESGOTAMENTO sanitário foi concebido havia mais de três anos em esforço coletivo do governo estadual com a bancada federal rondoniense. “É um esforço coletivo do governo estadual juntamente com a nossa bancada em Brasília. Agora compete aos nossos legisladores acompanhar de perto a execução desta obra que é um marco na história de Ji-Paraná e de Rondônia”, disse o governador Daniel Pereira, ao agradecer ao apoio dos três senadores e dos oito deputados federais.

O governador Daniel Pereira atribuiu aos novos parlamentares federais rondonienses a função de fiscalizar a obra e buscar novos recursos para ampliação de outros benefícios aos jiparanaenses. “O senador Acir Gurgacz tem mais quatro anos no mandato. O deputado Marcos Rogério assumirá o senado e a vereadora Sílvia Cristina assumirá na Câmara Federal em breve. Ambos têm a responsabilidade e o compromisso de zelar por Ji-Paraná”, falou Daniel Pereira, ao agradecer aos senadores Ivo Cassol e Valdir Raupp pelo empenho em concretizar a execução do projeto de saneamento básico, que terá a Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (Caerd) como gestora da obra.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here